Uncategorized

Moradores de Rua tem que sair para que donos possam passear com seus “pets” diz Secretária da Assistência

A Secretária de Assistência Social de Porto Alegre expressa a que leva a cultura do individualismo que vivemos na sociedade brasileira e no mundo. Nádia é PM e foi eleita Vereadora na cidade. Aí o Tucano Marchezan a chamou para ocupar a pasta da Assistência Social. O Jornal Zero Hora até tentou dourar a pilula dando outra manchete a matéria. Mas o fato é que a “Comandante Nádia” expressa o que muita gente que votou no Bolsonaro, e quem não votou também, pensa: cachorro de estimação vale mais que um ser humano, desprovido de bens é claro. Por que os que tem bens, mesmo que adquiridos com financiamento de 25 anos pra pagar, se acham gente e os que não tem, não seriam gente, ou pior, teriam menos direitos que os bichos de estimação. Magri, Ministro de Collor, ficou conhecido pela expressão “cachorro também é gente” com a qual justificou o transporte de seus cães em carro oficial, semanalmente ao veterinário. A Comandante Nádia foi mais longe e sentenciou ”
“…É um lugar público e as pessoas não podem levar seus filhos, seus pets. Não têm condições de caminhar nem em uma calçada, porque uma pessoa se acha no direito de morar na rua.

Além de exalar estes conceitos nada cristãos, a Secretária também mostrou completo desconhecimento sobre os Moradores de Rua de Porto Alegre e principalmente aos pobres, que são em muito maior quantidade do que os moradores de rua. Para ela, trata-se de oferecer comida de graça para moradores de rua. Se for um pouco mais longe, daqui a pouco defenderá o que defende Dória em São Paulo, de distribuir ração aos pobres.

Da Política Nacional para Moradores de Rua, que deu dignidade e reconhecimento para esta gente que por necessidade ou por opção vive nas ruas, regredimos a um tempo onde nem mais como seres humanos são reconhecidos.

Já os pobres não moradores de rua, frequentadores do Restaurante Popular que fechou, a própria Zero Hora constata, poderão parar também na rua, por que pagavam R$ 1,00 pela refeição subsidiada que agora perderam, já que as refeições gratuitas serão distribuídas exclusivamente a moradores de rua e não a toda a população pobre que frequentava o Restaurante Popular.

Até aqui a opinião deste blogueiro. A seguir publico a íntegra da matéria da Zero Hora com as declarações da Secretária Comandante Nádia:

“Não vamos admitir uma praça que esteja cheia de morador de rua”, diz Comandante Nádia

Secretária de Desenvolvimento Social e Esporte de Porto Alegre destacou que prefeitura tenta auxiliar esse público vulnerável com uma série de programas sociais, mas enfrenta resistência

Robinson Estrásulas / Agencia RBS
Chefe da pasta participou de coletiva neste sábadoRobinson Estrásulas / Agencia RBS

A secretária de Desenvolvimento Social e Esporte de Porto Alegre, Comandante Nádia, afirmou, em entrevista coletiva neste sábado (11), que “morador de rua não tem o direito de ter cadeira, cama, mesa, banho, tudo na rua”. A declaração foi dada após a secretária ser questionada sobre qual seria a postura do Executivo em relação a moradores de rua que pretendem frequentar o Restaurante Popular sem ingressar em programas assistenciais do poder público.

— Morar na rua significa com a sua roupa e a sua mochila — acrescentou.

A chefe da pasta chamou atenção para programas da prefeitura, como o que auxilia moradores de rua que pretendem retornar ao município de origem e o aluguel social. A secretária destacou que o governo não vai aceitar integrantes desse grupo vulnerável que não querem ajuda habitando lugares de circulação pública:

— Nós não vamos admitir uma cidade, uma praça que esteja cheia de morador de rua. É um lugar público e as pessoas não podem levar seus filhos, seus pets. Não têm condições de caminhar nem em uma calçada, porque uma pessoa se acha no direito de morar na rua.

A secretária disse que existe orçamento para auxiliar essas pessoas, mas que parte do público alvo não quer participar dos programas.

— Eu tenho R$ 1,8 milhão para investir em morador de rua que quer entrar no Mais Dignidade. Nós estamos oferecendo a oportunidade. Nós precisamos que essa pessoa também queira ou se adapte ao novo olhar de não assistencialismo barato, mas sim um assistencialismo que promova a independência das pessoas.

A secretária participou de coletiva onde foi apresentada uma alternativa temporária, mas somente para moradores de rua, ao fechamento do Restaurante Popular, efetivado na última quinta-feira (9). Para quem vive na rua, será montada uma estrutura no Ginásio Tesourinha, no bairro Menino Deus. Dentro de uma carreta com 18 metros de extensão, estacionada próximo do prédio, serão produzidas as refeições.

41 pensamentos sobre “Moradores de Rua tem que sair para que donos possam passear com seus “pets” diz Secretária da Assistência

  1. Que título mais tendencioso Sr. Luiz Müller. Bem a cara de jornalista de oposição. Parece aquelas chamadas policiais que chamam “bandidos, ladrões assassinos” de “jovens, adolescentes ou de suspeitos”. A sociedade está farta deste tipo de matéria. Se o Senhor acha legal que pessoas em situação de rua montem acampamento em praças e calçadas, leve para o quintal de sua casa e reúna seus amigos para fazer o mesmo. A Secretária oferece alternativas para que essas pessoas tenham mais dignidade e o Senhor se acha no direiro de fazer provocação com uma frase feita e distorcida. Tenha mais respeito com o trabalho dos outros.

    Curtir

    • Como deves ter lido no artigo mas não quiseste enxergar, ali tem um link pra Política Nacional para População de Rua. Esta política implementada acaba com o ‘assistencialismo”. Clica no link é verás. Por outro lado, o que ela disse, está em negrito e devidamente entre aspas no artigo. E como deixei claro, é minha opinião. Aliás, este aqui não é um Blog jornalístico. É um Blog de opinião, como deixo bem claro na apresentação dele. E o título que críticas, é o que consegui perceber da fala dela no que diz respeito à direitos. O morador de rua “pensa” que tem direitos, ela disse. Logo, ela acha que eles não tem direitos, incluindo entre eles transitar por calçadas.

      Curtir

    • Vocês acham mais bacana os cachorros das madames cagarem nas calçadas (muitas têm dinheiro, mas não educação pra recolher as fezes) e a população de rua ser varrida pra algum porão né? A direita tem mania de acusar a esquerda de gostar da miséria porque é cega e não vê pobres como humanos, mas como problemas.

      Curtir

    • Pelo seu comentário fica claro como o dia que é uma pessoa coerente com os valores cristãos. Modelo bem definido dos que habitarão o céu depois da morte. Viva a religião.

      Curtir

    • Morador de rua está na rua pq quer? Vocês do alto de suas casinhas fedendo a mijo da cachorrada nao têm vergonha de ver humanos como inferiores aos bichos de vocês? Se existe uma política para estas pessoas, que se aplique, mas dizer que morador de rua “pensa” que tem direitos, revela bem o tipo de pensamento dessa gente que se acha superior. Apodrecem do mesmo jeito!

      Curtir

    • Minha amiga se tu pensa como ela tu é uma pessoa tão alienada e ruim quanto ela , eu no meu intendimento pessoa como essa mulher ,que não enxerga nada além do seu umbigo não deveria exercer cargo público .

      Curtir

  2. Com certeza não foi essa a opinião da Comandante Nádia, agora penso que aqueles que apoiam a ocupação desordenada da cidade devam repensar conceitos, tivemos como exemplo a ocupação do Viaduto da Borges de Medeiros: sujeira, roubos e tráfico a céu aberto.
    Serão abertas 5 unidades de alimentação sem custo, em locais apropriados e de forma ordeira.
    O alarde e a matéria me causam espanto.

    Curtir

    • A maioria dos moradores de rua não comia no Restaurante Popular. Quem comia no Restaurante Popular é uma população pobre, que mora em peças e pensões alugadas. Antes desembolsavam $ 1,00 por refeição. Agora pagam em média $ 10,00. Multiplicado por 30, supondo-se uma refeição por dia, isto da $ 300,00. É 30% de um salário mínimo. Muitos vão ter que abrir mão de pagar o aluguel para poder comer. Vai aumentar a população de rua e não diminuir. Aí os locais que vão fornecer almoço grátis, vão ter que dar mais almoços gratis. Ou tu estás mesmo acreditando que com todo desemprego que tá rolando em Porto Alegre e no Brasil, justamente estes vão ter emprego a disposição só por que a comandante quer?

      Curtir

      • Luizmuller, parabéns, pela reportagem, ou expressão de opinião, pq faz com que as pessoas, pensem, reflitam, que moradores de rua, acima de tudo, são seres humanos, e devem ser tratados com dignidade, mas é exatamente o que o Bolsonaro, quer, que as pessoas “não pensem, não reflitam””, ao extinguir sociologia e filosofia.

        Curtir

    • No rodapé deste artigo há link sobre o outro tema que levantasse, que foi aquela ocupação do Viaduto da Borges. Se a Prefeitura aplicasse a Politica Nacional de Apoio a População de Rua, não teria nem havido a ocupação do Viaduto e muito menos a instalação ali de traficantes. O que não dá é tratar moradores de rua e pobres como caso de polícia, que ali no viaduto foi o que ocorreu.

      Curtir

  3. Tendo albergues, aluguel social, ou outro tipo de acolhimento, moradores de rua não tem que ficar morando em espaços públicos, que são locais de uso comum para ” laser ” da população. Não são locais para uso esclusivo de alguns, em detrimento de outros. Muitos moradores de ruas ou praças, não querem ser acolhidos em lares, pois assim, terão compromisso, terão que seguir regras, disciplina, terão uma rotina. Ocorre que muitas pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social não querem se submeter a uma vida regrada. Parabéns Comandante Nádia pela sua posição frente a esta questão. A Sra me representa.

    Curtir

    • O que seria para alguém que está vivendo na rua “uma vida regrada”? É exatamente por isto que existe a Politica Nacional de Atendimento a População de Rua, cujo link está ali no artigo. Se seguissem ele, não haveria problemas com população de rua, como não houve enquanto a política foi implementada .

      Curtir

  4. Ela replica a mentalidade higienista do prefake João Dória aqui na cidade de São Paulo. Ele quis distribuir ração humana, mandou derrubar um prédio no Centro Velho com gente dentro e permitia que os moradores de rua fossem acordados de madrugada com jatos de água gelada em pleno inverno pelos caminhões da prefeitura. Grande parte disso para favorecer a especulação imobiliária.

    Curtir

  5. Ela reproduz exatamente a cabeça dos “gestores” eleitoreiros, sem noção alguma da coisa pública, sem conhecimento dos programas, políticas públicas, legislações, etc… Carguistas, elitistas, interesseiros e sem compromisso algum com a população, apenas com projetos pessoais e partidários!

    Curtir

  6. Ficou muito claro que o Jonalista que fez está matéria é contra tudo que é correto. é contra o Bolsonaro. É esquerdistas e apoiador da lei Rouanet ou seja quer usufruir do dinheiro público e é totalmente Petista e quer o Lula Livre e o Gilmar Mendes como o ministro da justiça do povo.

    Curtir

    • Ocimar Henrique Carneiro Carvalho, quanta ignorância num comentário só! No que fundamenta suas colocações? De onde tira estes rótulos?! E sim, há muita gente contra Bolsonaro e toda a sua corja. Ou vc está feliz com o aumento da gasolina e da inflação? Com a manutenção e ampliação do desemprego e da violência? Com as denúncias referentes aos filhos, ao PSL? Com a comemoração da exportação de abacates enquanto farmácias populares são fechadas, hospitais, escolas e Universidades sucateadas com fins de privatização? Com o toma lá dá cá (pagando deputados com dinheiro e cargos para votarem a favor da prejudicial reforma da previdência em que o próprio Bolsonaro trai seus eleitores), de um governo que dizia fazer diferente, mas que é tão corrupto ou mais do que os outros? Vc ainda não é contra com tantos motivos?! Vc tem sangue de barata, falta de discernimento, empatia ou tem receio de corrigir seus erros?!

      Curtir

    • Os moradores de rua devem sair das ruas sim, com seus direitos garantidos de cidadão! Respeitem os direitos das pessoas, ninguém está pedindo migalhas e sim respeito, agora um capricho tem mais valor do que uma vida? Este povo de Poa está acabado estes bolsonaristas idiotas!
      Porque vcs não aproveitam que estão se fudendo e não desligam logo do Brasil, não eram vcs que viviam atormentando pedindo independência? Agora estão falidos e só resta brigar com moradores de rua que vcs colocaram nas ruas, povo ruim vcs merecem o governo e a miséria que se apoderou de vcs!

      Curtir

  7. Pra falar a verdade está matéria não está muito clara
    Eu acredito que.ninguem mora na rua porque quer
    Essa coisa ruim deveria ficar apenas algumas horas vivendo como este.povo
    Gente boa e honesta tem em todos os lugares

    Curtir

  8. Por favor, me belisquem pra que eu acorde. Eu li que uma secretária de Desenvolvimento Social questionou o direito de permanência de moradores de rua em calçadas “porque uma pessoa >>>se acha no direito de morar na rua.<<<"?!!! Ah! Então é isto! Por que eu nunca fui capaz de pensar nisto?! Então, toda a gente que tem vivido pelas ruas do Brasil, vive porque quer, porque se acha no direito!

    Curtir

  9. Infelizmente tem pessoas que votam essa e o tipo de ser que não justifica o estudo q teve professores q se dedicaram uma a um monstro eleitores guardem bem esse nome q na próxima eleição vai pedir seu voto

    Curtir

  10. Acho certíssima, penso que todos tem o direito de ir e vir independente de partidos, mas a cidade não é terra de ninguém, tem que ter um mínimo de ordem, pense nas cracolandias, lugares perigosos, insalubres.
    Apoio totalmente a atos e da vereadora., cada coisa no seu devido lugar.

    Curtir

  11. Fico impressionada com a falta de empatia dos ricos em relação aos pobres. Empatia significa a possibilidade de se colocar no lugar do outro, sem julgamento.

    Curtir

  12. O pior é saber que qualquer peão assalariado pensa que é rico, essa mulher já nasceu com o DNA da imbecilidade, foi moldada a odiar o que não entende, quem está na rua não está ali por amor à rua, são os excluídos por aqueles que são seus iguais, pobres que ganham salário e pensa que jogam em outro time, um rico nunca vai dar vazão a esse tipo de ódio, rico não anda em calçadas onde eles jogam os restos das pessoas, passam por cima de helicóptero, o pobre não, ele passa pelo resto humano na rua e ainda lhe dá um coice por atrapalhar seu sábado. Essa mulher é igualzinha a todas as outras que a cada trinta dias pega seus 5 mil na conta e desfila, não anda pelas calçadas. Eu sou a cara.

    Curtir

  13. Contínuas disvirtuando a fala dela. Ela deixa claro que o morador de rua não pode querer ter direito de montar uma casa nas calçadas e praças. Morar na rua, nas calçadas, nas praças NÃO É DIGNO. Não podemos aceitar com o normal morar numa calçada ou tu achas normal??

    Curtir

    • E o que ela, como secretária de ASSISTENCIA SOCIAL está realmente fazendo de efetivo pelos moradores de rua e pessoas necessitadas? Para que acabar com o restaurante popular? Essa mulher foi uma vereadora desrespeitosa, interesseira e prejudicial a cidade de Porto Alegre. Não entendo como se elegeu até hoje.

      Curtir

      • Devias te informar melhor sobre o fechamento do Restaurante Popular antes de vir falar bobagens na Internet, Ana Paula. Imagina só, ela fechar o restaurante que cobrava 1 real na sexta para dar almoço de graça na segunda?? Te informa melhor querida. Te informa.

        Curtir

    • Não acho que seja isto. Ela está expressando o que parcela da população pensa. E este é um problema bem maior do que o que A Secretária expressa.

      Curtir

  14. Comandante Nádia. O papel ridículo desta senhora começa por intilular-se COMANDANTE.
    Por acaso ela ainda está no quartel? então ela não é comandante. Ela é nada mais nada menos que uma fiel representante desta anomalia fascista que está varrendo o sul e sudeste do Brasil. Enquanto o nordeste vai batendo recordes em educação estes mesmos itens vem desabando no sul e sudeste onde florecem as tais trogloditas sociais como a tal sra. Nádia.

    Curtir

  15. Mas eu lí por ai q a prefeitura de Porto Alegre está retirando umas casinhas de cachorros q um condomínio colocou na calçada em frente à sua entrada. E q o Marquezam também posou com pets na campanha numa postura assim populista pra fazer média com eleitores. Agora acreditar que uma pessoa com formação na polícia vai se sensibilizar com morador de rua, com questões sociais é forçar muito a amizade rsrsrsrs. Esquece.

    Curtir

    • Como assim? Tu não defendes o livre arbítrio? A decisão do individuo, a meritocracia, o empreendedorismo? Isto tudo é decisão individual e em 99% dos casos não consultam a sociedade pra decidir e se puderem, querem tirar todas as lasquinhas possíveis da sociedade, ganhando isenção de impostos, lucrando muito o mais rápido possível, etc…São decisões individuais e não coletivas. Por que então este cidadão que resolveu não se preocupar com impostos, prestações, poupança, seria diferente destes outros que pagam prestações, IPTU, xingam o Estado, querem redução de impostos, etc???

      Curtir

  16. Essa Vereadora só o Paulo Sérgio para aguentar ! Parei de ver o programa dele por ter algumas pessoas assim,com estes pensamentos !!!;! Cai fora milico !!

    Curtir

    • Gente, que loucura essas declarações. Surreal o que essa mulher proferiu. É um projeto de higienização social. Pobre na calçada e na praça incomoda, porque lugar de pobre é no gueto! Sinto em dizer que com a crescente injustiça social vai ter mais morador de rua! E a rua não tem dono! Mas como dentro do desenvolvimento urbano não cabem pobres, constroem-se condomínios em regiões periféricas e não me surpreenderia se muitas das incomodadas com a ocupação desordenada do espaço público começassem a defender campos de concentração para pessoas em situação de rua, afinal de contas, precisamos passear com os pets e as crianças não podem ver o caos social. Não é mesmo?
      Todo amor do mundo para mudar o mundo.
      #comandantedadesumanidade

      Curtir

  17. As pessoas que não enxergam os problemas sociais , e ao invés de trabalhará solução preferem criar outros problemas, não deveriam nem abrir boca sobre as questão É além do mais falar que a reportagem é esquerdista e contra boso é mais uma prova de loucura , insensatez , de nao entender qie o problema é para ser resolvido.

    Curtido por 1 pessoa

  18. Os moradores de rua devem sair das ruas sim, com seus direitos garantidos de cidadão! Respeitem os direitos das pessoas, ninguém está pedindo migalhas e sim respeito, agora um capricho tem mais valor do que uma vida? Este povo de Poa está acabado estes bolsonaristas idiotas!
    Porque vcs não aproveitam que estão se fudendo e não desligam logo do Brasil, não eram vcs que viviam atormentando pedindo independência? Agora estão falidos e só resta brigar com moradores de rua que vcs colocaram nas ruas, povo ruim vcs merecem o governo e a miséria que se apoderou de vcs!

    Curtir

  19. Moradores de rua não tem direito? Nada mais do que o esperado vindo dessa gente! Para eles, pobres, miseráveis, etc. tem direito de, apenas, não atrapalharem as vidas dos ricos!

    Curtir

Deixe uma resposta para José Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s