Uncategorized

Morte no rastro da destruição causada pela Lava Jato

Da FUP – Federação única dos Petroleiros

Morte no rastro da destruição causada pela Lava Jato

Um trabalhador da Petrobrás morreu e outros cinco terceirizados estão internados em consequência de um acidente ocorrido a bordo do navio holandês que está transportando a P-70, que foi construída na China e está a caminho do Brasil desde o início de dezembro. A direção da empresa não deu maiores detalhes sobre o ocorrido. Segundo informações preliminares, os trabalhadores teriam sido vítimas de uma intoxicação por etanol.

No comunicado divulgado à imprensa, os gestores da Petrobrás confirmaram o fato, lamentando a morte do trabalhador, mas priorizaram informar ao mercado que o acidente não causaria prejuízos à empresa e nem atrasaria o cronograma de instalação da P-70.

A FUP lamenta a morte do petroleiro e está buscando maiores informações. As outras cinco vítimas da suposta intoxicação foram internadas em um hospital da África da Sul, onde o navio atracou para que os trabalhadores pudessem ser socorridos.

Este foi o segundo acidente fatal envolvendo petroleiros brasileiros nesse início de ano. Na madrugada do dia 09, o mergulhador Graciano Elvyis Silva, de 41 anos, contratado pela Petrobrás, morreu a bordo de uma embarcação na Bacia de Campos, que prestava serviços para a plataforma P-33.

Segundo relatos obtidos pelo Sindipetro-NF, ele teria jantado por volta das 19h e fez um mergulho aproximadamente à meia-noite. Ao retornar, avisou que estava se sentindo mal e desmaiou. O mergulhador chegou a ser socorrido, inclusive com massagem cardíaca e desfibrilador, mas não resistiu. O sindicato participará da comissão de apuração do acidente.

P-70 deveria ter sido construída no Brasil

O acidente no transporte da P-70 é uma tragédia em diversos sentidos. Além de uma vida perdida e da saúde de vários trabalhadores comprometida, o fato traz à tona a dramática situação que vive o Brasil em função dos desmandos e irresponsabilidades da operação Lava Jato.  Empregos e renda que poderiam ser gerados no país foram exportados para a Ásia, onde passou a ser construída a maior parte das plataformas encomendadas pela Petrobrás e por outras operadoras do Pré-Sal.

A P-70 é o penúltimo dos seis FPSOs replicantes encomendados no Brasil, mas cujas obras foram transferidas para estaleiros do Japão, Tailândia e China. A construção da embarcação, já estava em andamento no Brasil, no Porto do Açu, no Norte Fluminense, quando foi desmobilizada em 2015, no rastro da destruição que a Lava Jato causou ao setor naval.  Junto com a P-67, que também estava sendo construída no local, a P-70 migrou para a cidade chinesa de Qingdao e as obras passaram a ser tocadas pelo estaleiro China Offshore Oil Engineering Corporation (COOEC).

A história da P-70, assim como a da P-67 e dos outros FPSOs encomendados para o Pré-Sal, é uma tragédia anunciada. A Lava Jato levou ao colapso vários setores da economia brasileira que integram a cadeia produtiva de óleo e gás. A indústria naval e a engenharia nacional foram as mais prejudicadas. Mais de 60 mil postos de trabalho diretos e milhares de indiretos foram destruídos, em função do fechamento de estaleiros e da redução drástica dos contratos da Petrobrás.

A Lava Jato impactou também os setores metalomecânico, a construção civil e a engenharia pesada, cujas perdas beiram R$ 140 bilhões e mais de 900 mil empregos perdidos, segundo o “Balanço Econômico da Lava Jato”, estudo publicado em agosto de 2019 pelo Jornal dos Economistas.

Os abusos da Lava Jato, já há muito tempo condenados por empresários e especialistas, foram também alvo de crítica recente por parte do presidente do STF, ministro Dias Toffoli. Já o presidente da Petrobrás, Roberto Castello Branco, e a quadrilha bolsonarista que está destruindo a estatal, insistem em usar a corrupção como desculpa para acabar com o que ainda resta de empregos no país, amaldiçoando a política de conteúdo local e entregando as nossas riquezas às multinacionais.

6 pensamentos sobre “Morte no rastro da destruição causada pela Lava Jato

  1. Vocês esqueceram de dizer que se não fossem os FDP do PT essas plataformas poderiam estar sendo construídas no Brasil, e fácil querer culpar a lava jato que única e exclusivamente investigou os desmandos dessa quadrilha de ladrões, vocês deveriam ter vergonha na cara na hora de publicar uma besteira dessas, que tal procurarem oque fazer, nas fazer honestamente cambada de safados

    Curtir

  2. Não consigo entender como alguem pode escrever uma reportagem como esta tentando justificar o injustificavel. Ladrões travestidoa de industriais e empresários roubam nosso País em todas as esferas de governo. Canalhas corruptos se divertem com a miséria do povo que obviamente advém destes trilhões de dólares desviados. O escritor deste texto ou é também um canalha corrupto ou um completo imbecil!

    Curtir

    • Se tu lesses um pouco mais e com olhos e ouvidos bem abertos, saberias que a Lava Jato é um Crime cometido contra a nação brasileira a título de combate à corrupção. Se queriam combater a corrupção, por que ela está aí, mais forte que nunca? E por que os empresários corruptores e funcionários corruptos estão soltos e com os bolsos cheios do dinheiro que receberam por delacoes sem Provas? Só as empresas quebraram e deixaram seus trabalhadores desempregados. E o que antes era fabricado aqui, gerando empregos e dinheiro aqui, agora gera empregos lá fora e o dinheiro também vai pra lá.

      Curtir

    • Então tu achas que os milhões de desempregados no Brasil, as divisas de fora que entravam aqui e todo o dinheiro que ficava aqui pra construir estas plataformas e que agora vai lá pra fora, justifica a meia dúzia de reais que dizem ter devolvido? A Lava Jato é Criminosa !

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s