Lula

LULA: “QUERO DIZER A ELES QUE NÃO TENHO PRETENSÃO DE ME MATAR. JÁ PROVEI MINHA INOCÊNCIA”

RICARDO STUCKERT

Em discurso durante ato em defesa da soberania nacional no Rio de Janeiro nesta tarde, o ex-presidente fez uma referência indireta à tragédia com o reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier, que se suicidou nesta segunda-feira 2; “Quero dizer pra eles: eu não tenho pretensão de me matar. Eu já provei a minha inocência. Quero que eles provem uma culpa minha”, disse; Lula voltou a falar da pesquisa Datafolha e a denunciar uma perseguição para que ele não seja candidato em 2018; o ex-presidente fez ataques ao governo Temer sobre a questão da soberania e assegurou que vai “voltar para recuperar a auto-estima desse país”; “Defender soberania é defender dignidade e honra de uma nação”, disse; para Lula, “essa gente está vendendo tudo porque eles não tem competência”

Brasil 247 – O ex-presidente Lula discursou na tarde desta terça-feira 3 no Rio de Janeiro, em ato em defesa da soberania nacional organizado por movimentos sociais e sindicatos.

Além de uma defesa contundente das estatais brasileiras e de críticas aos planos de privatizações do governo Temer, ex-presidente fez uma referência indireta à tragédia com o reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier, que se suicidou nesta segunda-feira 2 após ter sido humilhado em uma operação da Polícia Federal.

“Quero dizer pra eles: eu não tenho pretensão de me matar. Eu já provei a minha inocência. Quero que eles provem uma culpa minha”, disse. “Podem me atacar. Eu sou apenas um ser humano. O que eles tem que saber é que o Lula é uma ideia, assumida por milhões de pessoas”, acrescentou.

Lula voltou a falar da pesquisa Datafolha, em que ele aprece com 35% e 36% das intenções de voto, a depender do cenário, e a denunciar uma perseguição para que ele não seja candidato em 2018.

“Eles querem evitar que eu seja candidato em 2018. Nem tremer eu tremo. Eu tô tranquilo. Quem deve estar preocupada são eles”, desafiou. “Falam mal de mim à noite, de manhã, de semana, de feriado. E quando fazem uma pesquisa sou eu quem está na frente”, brincou ainda.

Lula assegurou que vai “voltar para recuperar a auto-estima desse país” e criticou as privatizações de Temer. “Eles abdicaram da Petrobras. Não é possível abdicar da indústria naval, da Eletrobras, do BNDES, da Casa da Moeda. Essa gente está vendendo tudo porque eles não tem competência”, atacou.

Para Lula, “defender a soberania é mais do que defender a Amazônia, defender soberania é defender dignidade e honra de uma nação. Nós começamos a falar de soberania quando falamos não a Alca e criamos a Unasul. Falar de soberania é ter a coragem de fazer da Petrobras uma das maiores petrolíferas do mundo”.

“Falar de soberania é não dever nada ao FMI. É fazer a briga que fizemos para que o Brasil fizesse parte do Conselho de Segurança da ONU. Falar de soberania é ter a coragem de fazer o acordo que fizemos com Turquia e Irã”, acrescentou Lula.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s