Lula

Favreto rejeita Gebran, dá uma hora para soltarem Lula e manda Moro ao CNJ

 cnj

O desembargador Rogério Favreto , de plantão no TRF-4 deu uma hora para a Polícia Federal.

Ele chamou de indevida a interferência de Sérgio Moro no caso, que não está sob sua autoridade.

E manda que seu ato seja examinado pelo Conselho Nacional de Justiça e a Corregedoria do TRF-4.

A João Gebran Neto, o desembargador relator da sentença de Lula no TRF-4 disse que, ao contrário do que ele afirma, “não foi induzido ao erro” pelos impetrantes do habeas corpus, Wadih Damous e outros deputados do PT.

Afirmou que há um fato novo: a pré-candidatura de Lula e seu direito de livre manifestação, que persistem enquanto seu caso ainda pende de julgamento final.

Não disse ser “subordinado” de Gebran e que os conflitos deve ser decidido por instâncias superiores.

No caso, o STJ.

Disse que Gebran poderá se manifestar quando a sua decisão, em habeas corpus, chegar a ele.

Favreto foi desafiado e aceitou o desafio.

Pode-se discutir o teor de suas decisões, mas o que Moro e, depois, Gebran fizeram foram despachos esdrúxulos para impedir seu cumprimento.

Um pensamento sobre “Favreto rejeita Gebran, dá uma hora para soltarem Lula e manda Moro ao CNJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s