Uncategorized

Ministro israelense diz que Gaza deve “voltar a idade média”

Se antes os motivos para se indignar já eram imensos, declaração de Ministro Sionista Israelense não pode passar desapercebida. Ele quer que Gaza volte a “idade média”.

Segundo Ministro, Israel destrói infraestrutura palestina, para que esta volte a “Idade média”

Em declarações publicadas pelo jornal israelense Haaretz, o ministro do Interior de Israel, Eli Yishai, afirmou que o objetivo da operação militar é “devolver Gaza à Idade Média”. “Só assim Israel terá calma pelos próximos 40 anos”, disse ele, segundo o jornal. (Noticia do Ultimo Segundo, do IG)

Israel é fruto de uma usurpação legalizada de terras palestinas. A usurpação foi legalizada e transformada em Estado Nacional em 1948, por resuloção da ONU, que criou o Estado de Israel. De lá para cá, muitas guerras e lutas depois, os Palestinos ganharam o direito a ter um País, Estado Palestino próprio. Ganharam o direito, mas até hoje não puderam instalar seu Estado. Israel, com o apoio do Império Americano, mantém os palestinos segregados. E segregados neste caso, é mantê-los confinados entre muros, que Israel construiu em torno de toda a faixa de Gaza. As pessoas só podem sair de lá com a autorização dos israelenses. A fome e a miséria estão presentes no dia a dia de Gaza. E ações humanitárias feitas por organizações e pessoas do mundo inteiro, são reprimidas por Israel. As pessoas passam fome. As pessoas vivem precariamente. Mas Israel, além de mantê-los confinados, num gueto gigante, de quando em vez utiliza o arsenal mais

Criança palestina ferida nos bombardeios de sábado

sofisticado do mundo, que lhe pertence, para atingir alvos em gaza. Sempre morrem civís. E morrem crianças e mães grávidas. Milhares de palestinos já foram assassinados em suas próprias terras, que foram usurpadas para fazer um Estado fictício, baseado em argumentos bíblicos, de que alí é a terra do povo escolhido. E escolhido, como afirma a bíbilia, são os judeus. Por se acharem escolhidos, se dão o direito de matar palestinos. E se os Palestinos, que são muçulmanos, defendem o território que por milhares de anos lhes pertenceu, de pronto são taxados de “radicais”, “terroristas”, etc…E a mídia inteira apóia. E os governantes do mundo fazem ouvidos moucos. E o fazem, por que Israel, para além de outras coisas, faz e desenvolve armas sofisticadas, que são usadas pelas guerras mundo afora, e compradas por muitos países. Ao dizer que vai combater  Gaza até que esta “volte a idade média”, o Minsitro Israeli, na verdade mostra o que querem com Gaza. Israel quer transformar Gaza num campo de caça, anarquico e sem Estado, para que melhor possa matar as pessoas, sem resistência. Se já testam armas hoje, matando palestinos, imagina quando tiverem destruido o que resta de infraestrutura

Pai palestino chora a morte do filho em bombardeio

por lá.  Mas afora a existência de uma precaria infraestrutura e um arremedo de Estado, o que existe são pessoas presas entre muros. Passam fome, tem escolas precárias, não tem esgoto e muitas vezes nem água para beber. São constantemente fustigados por bombas que matam pais, mães e filhos, que nunca foram cobatentes. E isto já não é viver na Idade Média????

4 pensamentos sobre “Ministro israelense diz que Gaza deve “voltar a idade média”

  1. Esse povo briga desde muito antes de Moisés. Quem tem razão nesta briga, se é que esta briga tem alguma razão. A formação do estado é moderna, mas a briga é milenar. Quem é quem afinal se ambos se dizem vítimas?

    Curtir

    • Carlos

      Não consta nenhuma disputa do genero, entre palestinos e judeus, anterior ao século 20. Até por que, a Judéia era parte do território da Palestina. Nos tempos de surgimento do cristianismo, a judéia era só uma pequena parte do território palestino. Foram os impérios, em especial o americano, que se apoiando em argumentos religiosos, fortaleceram uma ostensiva grilagem de terras, promovida por judeus, acabou por obrigar as nações unidas a aprovar um estado para os judeus. E o argumento era exatamente o mesmo dos que de forma desavergonhada grilaram as terras palestinas: aquele território fora destinado aos judeus, conforme estava escrito…na biblia. E desde lá as disputas tem sido constantes. Para os do senso comum, se trata de uma “guerra de religiões”. Para o mundo, significa que o império americano ainda dá as cartas no mundo. Para que se reduzam os conflitos é necessário que os Palestinos possam ter o que lhes foi dado também por concessão da PNU, qual seja, uma pátria palestina livre. Mas o império não quer, por que Israel é o enclave garantidor da intervenção imperialista naquele canto do mundo. E os palestinos, miseráveis, por que impedidos de crescerem, se defendem com pedras e rojões, diante dos ataques da máquina de guerra mais moderna do mundo. E de quebra ainda servem de cobaias para novas armas, que depois o império importará de Israel.

      Curtir

  2. Quero dar os parabéns ao Carlos pelo excelente comentário
    foi realmente deu uma aula!Essa estória de servir de cobaia me
    chocou embora eu espere tudo de mais cruel da parte de Israel!
    A desigualdade é gritante!!! Só acho q são muito cínicos sempre
    relembrando o Holocausto sofrido para q não se repita e no entanto
    fazem pior…estupram crianças…impedem ajuda humanitária…e qdo
    morre um deles eles matam 300 palestinos…Eu sempre soube q meia
    dúzia de judeus manda nos Est.Unidos,fazendo pressão economica,
    e acho q até q Obama gostaria de fazer muita coisa mas q não vai
    conseguir exatamente pela presão dessa meia dúzia!
    Portanto acho improvável q Palestina consiga recuperar seu território
    e sua dignidade;mesmo pq o mundo tem receio de uma terceira guerra
    Mundial então quem se opõe ao poderio israelense o faz timidammente!!!

    Curtir

    • Nadia

      Os comentarios foram meus em resposta ao comentário do Carlos. É que o senso comum pensa que esta luta é desde tempos imemoriais e pior, acham que ela é somente religiosa, quando na verdade, o religião só move as pessoas comuns. O império não tá nem aí pra religião e muito menos pro povo. E Israel cumpre seu papel de enclave imperialista no seio do oriente médio.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s