Uncategorized

BRASIL VAI REJEITAR NOME DE EMBAIXADOR DE ISRAEL #PalestinaLivre

:

A pressão do governo israelense de Benjamin Netanyahu não sensibilizou o governo brasileiro, que deverá rejeitar a indicação do nome de Dani Dayan para embaixador de Israel em Brasília; Dayan é ligado aos assentamentos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia e dificilmente receberá o agrément, a aceitação do Itamaraty; a avaliação do Brasil é de que Israel quebrou o protocolo ao tornar pública a indicação antes da resposta brasileira; “Os israelenses estão fazendo o pior jogo possível. A maneira como tudo foi feito, a quebra do protocolo, a pressão, isso não funciona no mundo diplomático”, disse uma autoridade brasileira; o episódio gerou uma crise diplomática entre os dois países e a preocupação no governo israelense; Israel agora teme que a disputa possa encorajar ativismo pró-Palestina

Brasil 247 – O governo brasileiro não deverá ceder às pressões de autoridades israelenses para aceitar a indicação de Dani Dayan para embaixador de Israel em Brasília. O Brasil resiste a conceder o agrément – a aceitação do Itamaraty – ao empresário de origem argentina naturalizado israelense.
Dayan é um antigo líder do movimento de assentamentos judaicos, enquanto o Brasil tem como parte da sua política externa o apoio à criação de um estado palestino. O Brasil considera os assentamentos judaicos em terras palestinas ilegais.

Por isso, a indicação não foi bem vista pelo governo brasileiro. O governo de Benjamin Netanyahu afirmou no último domingo que o Brasil arrisca degradar o relacionamento bilateral se Dayan não for autorizado a suceder Reda Mansour, embaixador israelense que deixou o Brasil na semana passada.

A avaliação do Brasil é de que Israel quebrou o protocolo ao tornar pública a indicação antes da resposta brasileira. “Os israelenses estão fazendo o pior jogo possível. A maneira como tudo foi feito, a quebra do protocolo, a pressão, isso não funciona no mundo diplomático”, disse uma autoridade brasileira, segundo reportagem publicada pelo jornal O Globo nesta terça-feira 29.

Um editorial do jornal “Jerusalem Post” saiu em defesa de Dayan nesta segunda-feira e afirmou que “as relações bilaterais entre Israel e Brasil movem-se em direção a uma crise de grandes proporções”. O jornal israelense “Haaretz” informou que na quinta-feira haverá uma nova reunião para tratar do caso, na presença de Netanyahu

Lê sobre Israel e Palestina clicando no Link 15 de maio de 1948 : Al Nakba (O crime sionista avalizado pela ONU), o desenraizamento e a desapropriação do povo palestino desde 1948

Lê também: Palestina denuncia à ONU violação de direitos infantis cometidos por Israel

E pode ler ainda: A única causa pela qual podemos lutar (Sobre o massacre do povo palestino)

Um pensamento sobre “BRASIL VAI REJEITAR NOME DE EMBAIXADOR DE ISRAEL #PalestinaLivre

  1. Pingback: BRASIL VAI REJEITAR NOME DE EMBAIXADOR DE ISRAEL #PalestinaLivre | Q RIDÃO...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s