Uncategorized

EFEITO BUMERANGUE DECEPA QUEM PLANTOU ÓDIO NO PAÍS

“Quem semeia vento colhe tempestade”, já diziam os mais sábios; foi exatamente isso o que aconteceu com o clã dos Neves, que jamais aceitou a derrota eleitoral em 2014 e lançou o País no precipício; enquanto o senador afastado Aécio Neves teve sua carreira política precocemente encerrada, sua irmã Andrea acabou presa por ter sido encarregada de pedir dinheiro ao empresário Joesley Batista; como desdobramento dessa mesma história, o blogueiro Reinaldo Azevedo, pai do discurso de ódio no Brasil, e que se jactava de ter criado a palavra “petralha”, acabou atingido, mesmo tendo sido vítima de um abuso; a lei do retorno e o efeito bumerangue vieram mais rápido do que se poderia imaginar

247 – Dizem os místicos que a lei do retorno é infalível. Cada um colhe o que planta, mais cedo ou mais tarde. A isso, pode-se dar também o nome de “efeito bumerangue”. E tudo se resume no sábio provérbio, que ensina: quem semeia vento colhe tempestade.

Tudo isso cai como um luva para o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). Derrotado em 2014, ele jamais aceitou seu revés e decidiu atirar o Brasil no precipício. “Só para encher o saco”, como foi flagrado num grampo recente.

Aécio conseguiu dividir os brasileiros, paralisou o Congresso, afundou a economia, provocou o desemprego de milhões de pessoas, mas, ainda assim, atingiu seu objetivo.

Em associação com Eduardo Cunha, hoje condenado a mais de 15 anos de prisão, golpeou a democracia e tomou o poder. A tal ponto, que nomeou vários ministros, o presidente da Petrobras e tomou o comando até da Vale, uma empresa privada.

Embriagado pelo próprio poder, chegou a oferecer uma diretoria da Vale ao empresário Joesley Batista, em troca de R$ 2 milhões. O resto da história é conhecido. Aécio foi desmoralizado, sua irmã Andrea foi presa e seu primo Fred deve delatá-lo. Antes de completar 60 anos, Aécio viu sua carreira política ser encerrada precocemente.

Como desdobramento dessa mesma história, o blogueiro Reinaldo Azevedo, pai do discurso de ódio no Brasil, e que se jactava de ter criado a palavra “petralha” (união de petista e metralha), ontem acabou se demitindo da revista Veja e da rádio Jovem Pan, de onde organizava suas cruzadas ideológicas.

Reinaldo acabou atingido, mesmo tendo sido vítima de um abuso judicial, ao ter conversas vazadas com Andrea Neves, que não têm qualquer relação com a investigação criminal em curso.

De todo modo, a lei do retorno e o efeito bumerangue vieram mais rápido do que se poderia imaginar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s