PREVIDÊNCIA

Absurdo: Medida Provisória de Bolsonaro ataca aposentadoria de trabalhadores rurais e já esta valendo

A vida dos trabalhadores do campo é dura. Nem por isto Bolsonaro os poupa e cria dificuldades para aposentadoria de agricultores. Isto ele faz sem ainda ter aprovado a Reeforma da Previdência. Imagina se aprovar. Trabalhadores Rurais vão voltar ao tempo da Ditadura mIlitar, onde a maioria dos agricultores e a totalidade das agricultoras não se aposentava. Por isto é fundamental a gente falar com todas as pessoas sobre esta Reforma da Previdência e atentar para o que diz o Senador Paulo Paim: NÃO HÁ NECESSIDADE DE UMA NOVA REFORMA DA PREVIDÊNCIA. 
Já a Medida é Provisória e pode ser revogada se os Deputados e Senadores não a aprovarem. Então, a mobilização contra a Reforma da Previdência, o grande ataque aos direitos dos trabalhadores, deve ser também a mobilização para a Revogação desta Medida Provisória.

Segue matéria da CTB – Central dos Trabalhadores do Brasil

Em nota, centrais indicam oposição a MP de Bolsonaro que atinge rurais

Em nota, as centrais sindicais manifestaram sua firme oposição à Medida Provisória (MP) que altera as regras da concessão da aposentadoria rural, auxílio-reclusão e pensão por morte.”A MP de Bolsonaro fere direitos da classe trabalhadora e passa ao largo dos crimes praticados pelo patronato, embora estes sejam bem mais danosos para o Estado e a sociedade civil”, diz a nota

Leia íntegra:

MP de Bolsonaro ameaça sindicatos e direitos dos trabalhadores rurais

A pretexto de combater supostas fraudes no sistema previdenciário, o presidente Jair Bolsonaro assinou na última sexta-feira (18) uma Medida Provisória (MP) que altera as regras da concessão da aposentadoria rural, auxílio-reclusão e pensão por morte. O objetivo é economizar recursos do INSS dificultando ou impedindo o acesso a tais benefícios à custa dos direitos da classe trabalhadora, em especial de seus segmentos mais pobres e vulneráveis.

As centrais sindicais manifestam sua firme oposição à MP, cujas principais vítimas serão os trabalhadores e as trabalhadoras rurais, bem como seus sindicatos, dos quais foram retiradas o poder de validar os documentos necessários à concessão das aposentadorias, transferindo tal atribuição para as entidades de assistência técnica. Além de enfraquecer os sindicatos, isto abre brecha para novos tipos de fraude. Este não é o melhor caminho de combater os problemas do sistema.

As grandes fraudes que fragilizam a Previdência não provêm de humildes trabalhadores. É praticada por grandes empresários, conforme se deduz da dívida da iniciativa privada com o INSS. A sonegação soma R$ 450 bilhões, de acordo com o relatório da CPI do Senado sobre o tema.

A MP de Bolsonaro fere direitos dos trabalhadores e trabalhadoras e ignora os crimes praticados pelo patronato contra o sistema, que são bem mais significativos e danosos para o Estado e a sociedade civil.

São Paulo, 21 de janeiro de 2019

Adilson Araújo, Presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)

Vagner Freitas, Presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT)

Miguel Torres, Presidente da Força Sindical

Antônio Neto, Presidente Interino da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB)

José Calixto Ramos, Presidente da Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST)

Portal CTB

7 pensamentos sobre “Absurdo: Medida Provisória de Bolsonaro ataca aposentadoria de trabalhadores rurais e já esta valendo

  1. Müller, o FUNRURAL, ou seja, o sistema de aposentadoria dos trabalhadores rurais foi criado pela ditadura militar. Na verdade, a primeira legislação é de 1963, mas o sistema só toma fôlego na década de 1970, com a criação do PRORURAL. Não é correto, portanto, afirmar que Bolsonaro está criando uma legislação que levará os trabalhadores rurais a uma situação igual à da ditadura. Grande abraço. Benedito Tadeu César

    Curtir

  2. Pingback: Bolsonaro ataca de forma covarde os direitos dos idosos com Medida Provisória 871/2019 | BLOG DOS SERVIDORES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

  3. Os governantes falam que existe a necessidade da reforma, mas nunca fala que os trabalhadores perderão seus direitos, inclusive os bozominions não acreditam que isso ocorrerá, santa mãe.

    Curtir

Deixe uma resposta para Luiz Müller Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s