PREVIDÊNCIA

Toffoli anuncia Pacto das elites pra tirar direitos do povo da Constituição Federal. É a tal “desconstitucionalização”


“…Há muito texto na Constituição tratando dessas matérias (previdência) . Se tirar e diminuir quantidade de artigos que tratam desses temas, menos judicialização teremos. Por isso que eu tenho dito sempre, nós precisamos destravar o Brasil”, disse o ministro.

Mais claro não podia ser. Toffoli quer tirar o direito a aposentadoria, a previdência social e até a seguridade social da Constituição. Por isto Guedes continua seu ataque e diz que vai “desconstitucionalizar” até os recursos para Educação e Saúde, deixando ao prazer e o interesse do governante quanto investir em cada uma destas áreas. E como já sinalizaram os liberais do Governo e também os bolsonaristas, eles acham que muitos recursos estão indo para a Previdência, Educação e Saúde. Não há tão ruím que não possa piorar. Se o povo não aocrdar logo, o Brasil será transformado numa anarquia com povo pauperizado, com cada vez menos educação,saúde, emprego e com certeza morrendo antes de se aposentar. Lê aí a matéria da Agência Reuters. Não sei o que a mídia tupiniquim vai dizer, mas a tradução deste tal pacto é simples: É um Pacto para FODER com os trabalhadores e o povo. Simples assim. Eles tiram estes direitos da constituição e o povo terá que mendigar educação, saúde e não terá mais direito a aposentadoria e os mais pobres nem mais terão qualquer assistência do Estado. Lê aí o artigo da Reuters e tira tuas próprias conclusões.

Toffoli diz que presidentes de Poderes apresentarão pacto republicano depois da Páscoa

Da Reuters

SÃO PAULO (Reuters) – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, disse nesta sexta-feira que os chefes dos Poderes da República assinarão e apresentarão à sociedade um pacto republicano depois do feriado da Páscoa, e afirmou que o documento tratará de temas do interesse da população.

“Tenho sempre falado da importância da independência dos Poderes, mas da necessidade de harmonia. Penso que nós estamos chegando nesse momento e estamos discutindo o pacto republicano, que é uma assinatura de temas importantes para a sociedade pelos chefes de Poder —presidente da República, presidente do Senado, presidente da Câmara e o presidente do Supremo”, disse Toffoli a jornalistas em São Paulo.

“Nós devemos finalizar e assinar. Depois da Páscoa devemos ter esse texto assinado”, acrescentou, sem dar mais detalhes sobre o teor do documento, nem sobre quais temas serão tratados nele.

O presidente do Supremo, que é o chefe do Poder Judiciário do país, defendeu ainda a necessidade de se retirar do texto da Constituição algumas matérias previdenciárias e tributárias para reduzir a judicialização nesses assuntos e o número de processos ligados a esses temas que tramitam no STF.

“Há muitos casos previdenciários e tributários no Supremo, porque há muito texto na Constituição tratando dessas matérias. Se tirar e diminuir a quantidade de artigos que tratam desses temas, menos judicialização teremos. Por isso que eu tenho dito sempre, nós precisamos destravar o Brasil”, disse o ministro.

“Quando tudo vai parar no Judiciário, há um fracasso das outras mediações que a sociedade tem que ter”, avaliou o ministro, que acrescentou que conversou sobre o assunto com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

O governo do presidente Jair Bolsonaro enviou ao Congresso uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que reforma a Previdência e, no âmbito da matéria, há a proposta de retirar alguns temas previdenciários do texto constitucional, o que facilitaria mudanças futuras, já que o número de votos no Parlamento para alterar a Constituição é maior do que para aprovar projetos de leis.

A chamada desconstitucionalização de normas da Previdência, no entanto, deve ter dificuldades de passar no Parlamento, pois líderes de partidos do chamado centrão e de outras legendas assinaram nesta semana uma nota em que se colocam contra a retirada generalizada de assuntos previdenciários da Constituição. Somadas, as bancadas dos partidos cujos líderes assinaram a nota têm 278 deputados.

A Câmara tem 513 parlamentares e, para se aprovar uma PEC, são necessários os votos favoráveis de 308 deputados em dois turnos de votações. Posteriormente, a matéria tem de ir também ao Senado, onde é preciso o apoio de 49 senadores também em dois turnos.

Por Eduardo Simões

8 pensamentos sobre “Toffoli anuncia Pacto das elites pra tirar direitos do povo da Constituição Federal. É a tal “desconstitucionalização”

  1. VOU CONTINUAR PERGUNTANDO: O QUE VOCÊ, POBRE DE DIREITA, MIDIÓTA E MILITONTO(A), QUE ATIRA NO PRÓPRIO PÉ, GANHOU COM O FORA DILMA, FORA PT ?. EIS O QUE DIZ PARTE DO TEXTO: ”É um Pacto para FODER com os trabalhadores e o povo. Simples assim. Eles tiram estes direitos da constituição e o povo terá que mendigar educação, saúde e não terá mais direito a aposentadoria e os mais pobres nem mais terão qualquer assistência do Estado. Lê aí o artigo da Reuters e tira tuas próprias conclusões”. VOCÊ É A VÍTIMA DO PACTO E DO PATO. COM O SUPREMO. COM TUDO.

    Curtir

    • Quem vota a emenda constitucional são os deputados federais e senadores. Essa reforma vai ter muita mudança. No governo Lula e Dilma Rousseff tbm não conseguiram aprovar !!!! Foi feito algumas modificações , só que nem a metade que eles pretendiam!!!! Não fazem pq pensam no pobre , mais sim , daqui 4 anos precisam do povo!!!! Quem vai dar o voto ? Não é o povo?

      Curtir

  2. Em breve chegará a Carteira de trabalho Verde e Amarela. Com ela o trabalhador conseguirá o tão sonhado emprego, porém, sem 13ª salário, sem férias e sem FGTS. Para quem está há anos sem emprego será a salvação, para quem está empregado, será um terror, será despedido e só encontrará emprego se aderir à nova carteira de trabalho. É só esperar a aprovação da Reforma da Previdência que precisa de 308 votos na Câmara, para aprovar a nova carteira, bastarão pouco mais de 250 votos.

    Curtir

Deixe uma resposta para nelson f.marinho Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s