Brasil/trabalho

Só 20% dos 600 mil caminhoneiros autônomos receberam o Auxilio do governo, denuncia Diretor da CNTTL

Baixa adesão ao auxílio caminhoneiro reforça que governo Bolsonaro é sem rumo, critica diretor da CNTTL

O diretor da CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística), Carlos Alberto Litti Dahmer, disse em reportagem à Folha de São Paulo nesta quarta-feira, dia (10), ter ficado “surpreso” com o baixo número de caminhoneiros habilitados para receber o auxílio caminhoneiro.

Segundo a matéria, assinada pelo jornalista Felipe Nunes, apenas 21% do total de cadastrados foram habilitados para receber as duas parcelas: 190.861 caminhoneiros receberam o auxílio nessa primeira etapa.

Para Litti, a baixa adesão pode estar relacionada a uma possível falha no sistema. A expectativa era que o benefício fosse pago para cerca de 600 mil caminhoneiros autônomos cadastrados na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

“Um simples cruzamento de dados entre os órgãos do governo, como a ANTT que tem o cadastro dos caminhoneiros, e o da Caixa Econômica, responsável pelo pagamento, demonstra o quanto esse governo é sem rumo, não tem planejamento e nem organização”, critica o diretor da Confederação.

O diretor da CNTTL completa dizendo que um simples fato de não conseguir equacionar um pagamento, definido em lei, com prazo estipulado grande, evidencia “que esse governo não tem projeto”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s