Uncategorized

Sentença que libertou Pizzolato cita Laudo 2828 e Inquérito 2474

Por  no Blog O Cafezinho

ScreenHunter_04 Nov. 04 18.10


Alexandre Teixeira, do blog Megacidadania, correspondente da blogosfera em Modena, Itália, obteve a íntegra da sentença da Corte de Apelação de Bolonha, que libertou Pizzolato, publicada abaixo com exclusividade, no Cafezinho.

Os juízes Donatella Di Fiore, presidente da seção, e Marinella De Simone e Danila Indirli, foram bastante prudentes para não produzir um peça que desmoralizasse a instância judicial máxima do Brasil.

O STF pode respirar aliviado, por enquanto.

A sentença da Justiça italiana sobre Pizzolato ainda não derruba a Ação Penal 470, mas abala alguns de seus pilares, ao fazer menção direta a documentos que foram ocultados, ignorados, ou mesmo distorcidos pela acusação e pelo STF.

Admito que exagerei, em posts recentes, quando disse que a ocultação de documentos teria sido determinante para a decisão de soltar o réu. Eu me baseei apenas em matérias de jornais italianos.

trechosentenca


Os juízes mencionam a ocultação do Laudo 2828, que foi subtraído do procedimento principal (o inquérito 2245, que depois se tornaria a Ação Penal 470) e jogado para dentro do Inquérito 2474, mantido sob sigilo de justiça.

Entretanto, para salvar a honra do STF brasileiro, o tribunal de Bolonha desconsidera  o fato de Pizzolato só ter tido acesso ao Laudo 2828 após a aceitação da denúncia pelo STF.

Os italianos também não levaram em conta que, sendo um processo extremamente midiatizado, o conhecimento do Laudo 2828 pela opinião pública poderia ter mudado os rumos do julgamento.

A melhor coisa, para Pizzolato, é que a sentença cita o ponto principal do Laudo 2828, realizado pela Polícia Federal a pedido do próprio STF: a não participação do ex-diretor de marketing na movimentação de recursos do Visanet.

O nome de Pizzolato sequer é citado no Laudo, que traz, ao contrário, documentos provando que o responsável pelo Fundo Visanet, na época dos supostos desvios do Visanet, era Leo Batista dos Santos.

ScreenHunter_01 Nov. 04 18.00


Só isso é bem mais do que a imprensa brasileira fez em quase dez anos de cobertura do mensalão. Fizeram milhares de infográficos, desenhos interativos, mas jamais mencionaram o Laudo 2828 ou o inquérito 2474.

<div style=”margin-bottom:5px”> <strong> <a href=”//www.slideshare.net/MiguelRosario/sentena-do-tribunal-da-itlia-sobre-pizzolato” title=”Sentença do Tribunal da Itália sobre Pizzolato” target=”_blank”>Sentença do Tribunal da Itália sobre Pizzolato</a> </strong> from <strong><a href=”//www.slideshare.net/MiguelRosario” target=”_blank”>Miguel Rosario</a></strong> </div>

 

Um pensamento sobre “Sentença que libertou Pizzolato cita Laudo 2828 e Inquérito 2474

  1. Pingback: 45 anos sem Marighella | EVS NOTÍCIAS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s