Uncategorized

Osmar Terra e Zero Hora mentem sobre números do Bolsa Família

O presente artigo vem refutar a mentirosa informação de Zero Hora, corroborada pelo Ministro Interino Osmar Terra, sobre supostas fraudes no Bolsa Família. Além de não pagar o aumento já previsto para o Bolsa Família no mês de junho, Terra atropela até mesmo as informações dadas pela área técnica de seu próprio Ministério e fala sobre o que não conhece, para chegar onde quer chegar, qual seja,reduzir os programas sociais, o que aliás deixa dito a cada nova entrevista que dá, inclusive nesta matéria da Zero Hora. Terra não quer saber que há um Sistema Único de Assistência Social, e que o Bolsa Família é apenas um dos programas estruturantes, porta de entrada para outros programas afetos a vários ministérios.  O artigo pode ser acessado aqui: Bolsa Família tem 11 mil beneficiários sob suspeita no Rio Grande do Sul
Osmar Terra anuncia a quem quiser ouvir: Quer reduzir o tamanho do Bolsa Família de qualquer jeito. E para tanto distorce e falsifica até mesmo os dados técnicos disponibilizados pelo seu próprio Ministério. Após notícia veiculada pela mídia, respaldada por um equivocado levantamento de dados realizados pelo MPF, a SENARC – Secretaria Nacional de Cidadania e Renda, do MDS, responsável pelos pagamentos do Bolsa Família, fez um estudo apurado e constatou que, ao contrário do que dizia o MPF e que o “ministro interino” Terra afirmam, apenas 1,23% do total de benefícios pagos pelo Bolsa Família PODEM estar irregulares e ainda carecem de mais estudos. Além disto, como diz também a SENARC no Boletim nº 508, dirigido aos gestores municipais do Bolsa Família ”

Deve-se ressaltar que os indícios apontados pelo MPF não caracterizam necessariamente
fraude e precisam ser apurados de forma criteriosa.”
O viés golpista, golpe contra os programas sociais, é evidente nas informações passadas pelo Ministro e reproduzidas aqui no RS, pelo Jornal Zero Hora. Ao não se reportar a informações atualizadas, Zero Hora e a mídia seguem sua senda de amparar o governo que tem por objetivo primordial liquidar ou reduzir substancialmente aos programas sociais. Segue a seguir, a íntegra da informação publicada em 10 de junho pela Secretaria Responsável:
Bolsa1
Análise preliminar dos achados do MPF
A grande maioria dos casos identificados pelo Ministério Público Federal
já havia sido tratada ou está em tratamento nas rotinas de controle do Bolsa Família
A Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc), do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrio
(MDSA), analisou preliminarmente os resultados do cruzamento de dados realizado pelo Ministério Público
Federal (MPF), que apontou supostas irregularidades no recebimento de benefícios por parte de famílias
do Programa Bolsa Família. Dos registros indicados por aquele órgão recebidos oficialmente pelo MDSA
no último dia 30 de maio , 88% já haviam sido identificados pelas próprias rotinas de controle do PBF e
recebido o tratamento de acordo com a legislação.
Em síntese, a avaliação preliminar da Senarc indicou que:
Dos 1.363.848 registros identificados como inconsistências” pelo MPF, 57% não constam da Folha
de Pagamentos de maio de 2016, pois as famílias já tinham sido desligadas do Programa nos últimos
anos.
Dos 590.280 registros identificados no Cadastro Único e de integrantes de famílias beneficiárias do
PBF, 234.319 eram problemas de documentação que já haviam sido sanados;
Dos 355.961 registros com penncias, 186.300 já haviam sido incluídos nos processos de
Averiguação e de Revisão Cadastral de 2015 e 2016;
Assim, após a análise, identificaramse 169.661 registros que ainda não haviam recebido tratamento
nas ações de controle daSenarc. O número representa 12,44% dos achados originais do MPF ou apenas
1,23% da Folha de Pagamentos do Bolsa Família de maio de 2016.
Para a avalição desses 169.661 registros, o necessárias informações complementares, e a Senarc já as
requisitou ao Ministério Público Federal. Somente com os dados adicionais, em especial quanto à
metodologia do trabalho, será possível examinar a situação das famílias e tomar as medidas cabíveis.
Deve-se ressaltar que os indícios apontados pelo MPF não caracterizam necessariamente
fraude e precisam ser apurados de forma criteriosa. Após a conclusão dos batimentos, a Senarc
comunicará as gestões municipais sobre as providências a serem adotadas.

2 pensamentos sobre “Osmar Terra e Zero Hora mentem sobre números do Bolsa Família

  1. Pingback: Aumento do Bolsa Família anunciado por Temer, é “kinder ovo” da maldade | Luizmuller's Blog

  2. Pingback: Rejeição entre os muito pobres foi o que fez Temer reajustar o Bolsa Família | Luizmuller's Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s