golpe/Porto Alegre

Terceiro ato seguido contra Temer vai ao Moinhos de Vento e termina em repressão da BM

“Tirem a mascara destes que usam de violência inusual em atos como estes e vocês talvez encontrem um policial infiltrado ou provocadores profissionais. Este tipo de violência foi o mesmo utilizado nos grandes atos de 2013, que ajudaram os jogar o movimento nas mãos da direita em alguns lugares e em outros esvaziá-los e desgastá-los diante da sociedade. Por outro lado, a violência policial covarde só desmascara a verdadeira razão da existência da polícia: Repressão aos movimentos sociais. Enquanto centenas de policiais são deslocados pra proteger o “patrimônio” da RBS ou de Bancos, dezenas de assaltos continuam acontecendo todos os dias. Mas como estes assaltos e violência são contra trabalhadores e pobres, não ganham as páginas dos jornais e telinhas das TVs e tampouco a RBS e seus capachos midiáticos vão xingar o Secretário de Segurança, pois nestes últimos dias, a Polícia protegeu o propriedade privada deles.Neste caso não importa para eles que estes policiais estejam faltando nas vilas e bairros da cidade.(Comentário do Blogueiro, postado na matéria que reproduzo a seguir,publicada no SUL21
sul 21