Mundo

Conselho Mundial da Paz emite nota de repúdio contra lei israelense para o roubo de terras palestinas

 

A presidenta do Conselho Mundial da Paz (CMP), Socorro Gomes, emitiu nesta sexta-feira (10) uma nota condenando a aprovação de uma lei pelo Parlamento israelense, no início da semana, que “regulamenta” o roubo de terras privadas palestinas para assegurar e expandir as colônias ilegais de Israel na Palestina ocupada. A medida é uma afronta internacional e busca legitimar o que é um crime de guerra sob o Direito Internacional Humanitário, denuncia Socorro Gomes, que apela pelo reforço da solidariedade mundial ao povo palestino em sua luta pelo fim da ocupação sionista. Leia a nota a seguir.

Contra a colonização ilegal da Palestina, reforçamos a denúncia da ocupação israelense!

O Conselho Mundial da Paz (CMP) manifesta seu mais veemente repúdio e indignação com a aprovação de uma lei que “regulamenta” de forma ilegítima o roubo de terras privadas palestinas na Cisjordânia ocupada pelo Parlamento de Israel. O CMP tem expressado sua firme solidariedade ?ao povo palestino em sua luta por libertação e, nesta ocasião, voltamos a afirmar nosso repúdio à ocupação do seu território, apelando pelo reforço da oposição internacional a este regime.

Somamo-nos ao movimento da paz palestino e israelense na oposição determinada à prática de uma direita virulenta e colonialista de maquiar seus crimes de guerra — conforme descritos pelo Direito Internacional Humanitário — com a tentativa de dar-lhes aparência de legitimidade. A aprovação da lei de roubo de terras palestinas para assegurar e expandir as colônias busca garantir a eventual e ilegal anexação da Palestina a Israel e acabar com qualquer chance de estabelecimento do Estado independente e soberano do povo palestino, já reconhecido por mais de 140 países.

Exigimos dos aliados de Israel que se dizem defensores dos direitos humanos, como a União Europeia e os Estados Unidos, que encerrem de uma vez por todas sua cumplicidade com um regime genocida e sua complacência com os crimes de guerra que comete.

Demandamos da ONU que faça vigorar a recente resolução 2334 do Conselho de Segurança contra as colônias israelenses e as demais resoluções pertinentes à Questão Palestina e do Tribunal Penal Internacional uma posição contundente pelo fim da impunidade israelense, decidindo pela abertura do processo contra a liderança sionista pelos crimes de guerra cometidos nos territórios ocupados da Palestina.

Apelamos a todos os povos pelo reforço da sua solidariedade e apoio à luta do povo palestino por libertação!

Pelo fim da ocupação sionista e pelo Estado livre da Palestina, já!

Socorro Gomes
Presidenta do Conselho Mundial da Paz
10 de fevereiro de 2017

ajude-a-manter-o-blogAjude a Manter o Luiz Müller Blog. Clica aqui e faça uma Assinatura de apo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s