Porto Alegre

Método de Governo de Marchezan é posto em cheque por milhares de municiparios

Os Servidores Municipais de Porto Alegre estão em Greve mas deixam bem claro que não É só por salários ou por interesses corporativos e sim pela manutenção da qualidade nos serviços públicos e contra a venda de Estatais como a da água(DMAE)  dos transportes(CARRIS). Talvez por isto o movimento paredista só tem crescido diante da intransigência do alcaide tucano. Marchezan não ouve nem seus próprios aliados, como já deixaram bem claro gestores como João Antônio Dib, um ex Prefeito ligado a direita, mas totalmente contra a privatização das empresas públicas municipais e também contra o parcelamento e a redução de salários propostos por Marchezan.

Segue matéria do SUL 21

“Retira!”: a mobilização de milhares de municipários para forçar um recuo de Marchezan

Milhares de servidores tomaram o Paço Municipal para pressionar o prefeito Nelson Marchezan Júnior a retirar projetos da Câmara. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

Por Marco Weissheimer no SUL21

Após cerca de três horas de negociações com os servidores públicos municipais de Porto Alegre, que completaram 19 dias de greve nesta segunda-feira, o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) concordou em suspender, por um período de 40 dias, a votação dos projetos de lei que alteram o regime de trabalho e de remuneração do funcionalismo. Ficou acertada também a criação de uma comissão que reunirá representantes das secretarias da Fazenda, do Planejamento, da Procuradoria Geral do Município e do Sindicato dos Municipários (Simpa) para discutir o conteúdo dos projetos em questão. A reunião de negociação foi acompanha por milhares de municipários que lotaram o Paço Municipal com faixas, cartazes e charangas exigindo a retirada dos projetos da Câmara Municipal. A mobilização se estendeu por toda a tarde, até o início da noite quando a reunião chegou ao fim.

Na saída da reunião, o diretor do Simpa, Alberto Terres, disse que a reunião foi dura e que o prefeito não concordou com a retirada dos projetos da Câmara. Terres considerou um avanço, por outro lado, a mobilização da categoria ter obrigado o prefeito a sentar à mesa de negociação e abrir um processo de debate com os servidores, o que até então não vinha acontecendo.

Alberto Terres: “Trazer o prefeito para a discussão dos projetos foi uma conquista da nossa mobilização”. Foto: Guilherme Santos/Sul21

O diretor do sindicato disse que ainda que Marchezan se comprometeu a enviar por escrito até a manhã desta terça-feira as propostas de criação de uma comissão de negociação e de suspensão por um período de 40 dias das votações dos projetos envolvendo os servidores. Essa proposta será debatida com a categoria na assembleia geral que será realizada nesta terça-feira, às 14 horas, na Casa do Gaúcho.

Os municipários que permaneceram mobilizados por horas diante da Prefeitura reagiram com ceticismo e contrariedade ao anúncio das propostas do Executivo Municipal. Quando Alberto Terres relatou a proposta de Marchezan de suspender por 40 dias da votação dos projetos, os servidores reagiram com vaias e com gritos de “não tem história, é greve até a vitória”. Questionado por jornalistas sobre a possibilidade do encerramento da greve na assembleia desta terça, o diretor do sindicato disse que a categoria debaterá o resultado da reunião de negociação e decidirá a respeito da continuidade ou não da greve.

Servidores prometem manter mobilização até a retirada dos projetos da Câmara. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

“Isso vai depender muito do que o governo vai encaminhar por escrito para nós amanhã. Por enquanto foi uma conversa, que envolveu um debate bastante duro e complexo, onde apresentamos a proposta definida pela assembleia da categoria que é a retirada dos projetos da Câmara. Trazer o prefeito para a discussão dos projetos foi uma conquista da nossa mobilização, disse ainda Terres que destacou o papel exercido pela Câmara de Vereadores na reunião desta segunda. Participaram da reunião os vereadores Marcelo Sgarbossa (PT), Sofia Cavedon (PT), Aldacir Oliboni (PT), Fernanda Melchionna (PSOL), Roberto Robaina (PSOL), Alex Fraga (PSOL), Monica Leal (PP), André Carus (PMDB) e Comandante Nadia (PMDB), entre outros.

A vereadora Sofia Cavedon (PT) classificou a reunião como muito difícil, pois Marchezan não aceita discutir a retirada dos projetos da Câmara sob o argumento de que, se eles não forem aprovados, a situação do funcionalismo ficará pior ainda em 2018. “A única coisa que ele concedeu foi esse período de quarenta dias sem votação dos projetos e abrir conversas sobre cada projeto. Abrir uma conversa com o Simpa, sem a espada do votar os projetos a qualquer momento, foi o avanço mínimo que se teve nesta reunião. É complicadíssimo, mas tem que ser valorizado e aproveitado até para a Câmara de Vereadores não avaliar que a categoria é intransigente”, assinalou a parlamentar.

Defesa da manutenção do Dmae público foi uma das pautas da manifestação. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

O prefeito Nelson Marchezan Junior disse reconhecer “a disposição dos vereadores e de todos os integrantes do Simpa em buscar o final da greve”. Segundo ele, a situação da prefeitura é de falência, e a da cidade é de um grande déficit de serviços públicos. “A forma de corrigir é dar sustentabilidade à receita e às despesas de pessoal que aumentam acima de outras receitas e de outras despesas”, defendeu.

No início da tarde desta terça, os municipários voltam a se reunir na Casa do Gaúcho para decidir o resultado da reunião de hoje e os rumos do movimento. Durante a manifestação em frente à Prefeitura, uma das palavras mais ouvidas foi “retira”, uma alusão aos projetos que Marchezan pretende aprovar no Legislativo até dezembro deste ano.

Um pensamento sobre “Método de Governo de Marchezan é posto em cheque por milhares de municiparios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s