Eleições/Uncategorized

PSL conquista 99% dos redutos tucanos enquanto PT mantém 79% dos redutos eleitorais

PSDBO povo continua identificando o PT como referência na Luta de Classes. Não tem este papo de fim do PT. Quem acabou foi o PSDB como partido grande. PMDB e PP também minguaram. Apesar do massacre diuturno, com mentiras da grande mídia, ataques contra Lula e contra Dilma pelo Judiciário e pela mídia, o PT restou intacto. Números desta pesquisa da Folha corroboram que a estratégia estabelecida pela Executiva Nacional e por Lula foi correta. Agora é far o passo seguinte e constituir a Frente Ampla Anti Fascista para a disputa eleitoral, mas também para após a disputa, independente do resultado. O surgimento do PSL como força aparentemente ultra neo liberal, é na verdade um renascer do Nazismo, agora em terras brasileiras. Ou alguém tem dúvidas de que Bolsonaro, sua família, seus juízes aristocratas não vão continuar operando acima e ou por fora da constituição, como já vinha operando a Lava Jato, caminho que também foi utilizado para derrubar Dilma? Leia o artigo sobre a pesquisa da Folha:

Da Folha de São Paulo

Bolsonaro obtém hegemonia nos municípios onde PSDB venceu últimas 3 eleições presidenciail

O PSL ficou muito próximo de conquistar a totalidade dos redutos tucanos.
partido de Jair Bolsonaro venceu em 98,7% dos municípios que foram dominados pelo PSDB nas eleições para presidente de 2006, 2010 e 2014.
Das 1.132 localidades em que o PSDB foi hegemônico nesse período, o PSL obteve agora a liderança em 1.126.
Já Fernando Haddad (PT) conseguiu manter 78,7% dos redutos com votos majoritariamente petistas nos últimos três pleitos presidenciais.
As áreas dominadas pelo PSDB migraram principalmente para o PSL. Jair Bolsonaro (PSL) conquistou 98,7% desses locais. O domínio tucano se concentrava na região Sudeste
Como foi o resultado nos locais que não eram dominados nem por PSDB nem por PT
Os municípios que não eram dominados por PSDB ou PT votaram majoritariamente no PSL em 2018 –abocanhou 79% dos redutos. Essas cidades ficam pulverizadas pelo Brasil, com maior incidência no Rio Grande do Sul
A base petista foi mantida em 78,7% das localidades. Assim como em eleições anteriores, votos no partido de Fernando Haddad se concentraram em cidades das regiões Norte e Nordeste
Fonte: TSE *Análise não leva em consideração o Acre
A partir dos dados do TSE, a Folha analisou as votações em municípios dominados por PSDB e PT nas três últimas eleições presidenciais. Ou seja, cidades em que um desses dois partidos foi o mais votado nos primeiros turnos dos anos de 2006, 2010 e 2014.
A apuração no Acre não havia sido concluída até a conclusão deste texto, por isso o estado do norte do país foi excluído da análise.
Agora, o mapa do país expõe a forte ascensão do PSL (Partido Social Liberal), ganhador em 2.832 cidades.
No caso de três estados, a sigla venceu em todas as localidades. São eles Rio de Janeiro, Rondônia e Piauí. O PSL também saiu vitorioso em todos os municípios que integram o Distrito Federal.
Nas 2.776 localidades em que o PT venceu entre 2006 e 2014, a hegemonia se manteve em 2.257. O PSL foi o partido que mais abocanhou os redutos petistas (14,8%).
A análise mostrou ainda domínio tucano em oito capitais do país entre 2006 e 2014. Nesta eleição, Jair Bolsonaro venceu em todas elas, que incluem São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Goiânia e Boa Vista.
Além disso, o candidato do PSL conquistou 6 das 10 capitais de domínio petista, entre elas, Natal e João Pessoa. O partido de Haddad manteve a hegemonia em três delas (Salvador, São Luís e Teresina).
Nas disputas presidenciais entre 2006 e 2014, o PSDB demonstrou mais força nas cidades do Sul e do Sudeste. O partido venceu em 32,6% dos municípios dessas regiões.
Nesta eleição, no entanto, não levou nenhuma cidade nas duas regiões, nem mesmo no estado de São Paulo, administrado por uma sucessão de governos tucanos desde 1999.
Já as localidades com predominância petista apareciam mais nas regiões Norte e Nordeste. Juntas, elas concentravam 87% das cidades que tiveram a maior parte de seus votos no PT nas eleições analisadas. O percentual se manteve nesta eleição.
Até o pleito de 2014, PSDB e PT eram hegemônicos em 70,3% das cidades brasileiras. Em 2018, os tucanos não levaram nenhum município, e os petistas venceram em 46,9%.
Há quatro anos, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) recebeu 41,6% dos votos no primeiro turno em todo o  país e saiu vitoriosa em 2.483 municípios.
Aécio Neves (PSDB) conquistou 33,6% dos votos e ganhou em 2.036 localidades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s