Uncategorized

Barragem da Vale se rompe e atinge vilarejo na grande Belo Horizonte

Do GGN

Jornal GGN – Uma barragem de contenção da mineradora Vale em Minas Gerais se rompeu na manhã desta sexta (25), em Brumadinho, que fica na região metropolitana de Belo Horizonte. As autoridades ainda estão apurando a doimensão dos estragos e se há vítimas fatais envolvidas. O rompimento ocorreu na região do córrego do Feijão, na altura do quilômetro 50 da rodovia MG-040.
Segundo o site da Vale, a barragem foi construída em 1991. A empresa confirmou, por meio de nota, que o rompimento na Mina Feijão atingiu “parte da área administrativa da companhia e da comunidade da Vila Ferteco”. A empresa não dimensionou o desastre e tampouco falou no número de vítimas, mas afirmou que acionou o plano de atendimento a emergências para barragens.
Vídeos e áudios produzidos por moradores locais falam em vítimas fatais. O Instituto Inhotim, que fica em Brumadinho, anunciou nas redes sociais que, por motivos de segurança, promoveu a evacuação do local.
Segundo o jornal O Tempo, a Vale possui duas barragens Mina do Feijão. Uma delas tem 1 milhão de metros cúbicos e a outra, 290 mil. Elas são utilizadas para “contenção de sedimentos e clarificação do efluente final”.
O governo de Minas Gerais informou, também por meio de nota, que uma força-tarefa do Estado está no local do rompimento para acompanhar a situação e tomar providências. O Batalhão de Emergências Ambientais do Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estão em campo.
Nas redes, internautas especulam sobre os desdobramentos do acidente. Um dos impactos seria no abastecimento de água em BH, já que a captação ocorre nas águas do rio Paraopeba, que pode ser atingido pela lama. A Copada, porém, nega que o abastecimento na capital será afetado pelo movimento da barragem.
MARIANA
O desastre em Brumadinho lembra o episódio que ocorreu no vilarejo de Mariana, em 2015, quando uma barragem, da mineradora Samarco se rompeu e deixou 19 mortos, além de dezenas de feridos. A maior catástrofe ambiental do País se espalhou por 650 km a partir da barreira rompida. O Rio Doce foi danificado. O processo criminal se arrasta desde então.
Abaixo, um vídeo de resgate.

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fportalconfluencias%2Fvideos%2F610931246031447%2F&show_text=0&width=560

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s