Rio Grande do Sul/Segurança/Uncategorized

Crime organizado no comando do país dá nisto: Roubado carregamento com 130 mil cartuchos de munição no RS

muniçãoAção criminosa ocorreu em Portão, na região do Vale do Rio dos Sinos. A notícia é do Correio do Povo

Quem ascendeu no país pós golpe foi o crime organizado. Há quem diga que influencia até na nomeação de togados do STF e já teria braços nas Forças armadas e Policias militares. As Forças Armadas sabem de toda movimentação de armamento, munição e dinamite no país, por questão lógica. Mas enfrentamos um tempo onde dinamite é cada vez mais usada para explodir bancos e armamento cada vez mais pesado é usado para amendrontar a população até dos mais distantes rincões. O medo se espalha e na mesma proporção as pessoas se isolam e se fazem cercar de muros e contratação de segurança privada. Caros leitores: Este blogueiro não pode deixar de associar a partidarização e politização do Judiciário, com o advento da Lava Jato, que liberta bandidos confessos por delações sabe-se agora, compradas, para incriminar, julgar e condenar Lula e deixar a solta os ladrões confessos, empresarios e executivos corruptores. A Política de verdade, com seus erros e acertos, foi criminalizada e as instituições foram moralmente desconstituídas, abrindo caminho para o descrédito, alimento do fascismo, que acendeu pela via eleitoral ao Planalto Central em Brasília. Não há governo e o Crime organizado parece até mesmo imiscuido em setores das forças armadas, ou como explicar os vários Roubos de quantidades enormes de armamentos nos ultimos anos em vários estados do Brasil e agora este, de munições de vários Calibres no RS?

Segue a matéria do Correio do Povo:

Alerta na área da segurança pública. No início da manhã desta quinta-feira, um carregamento com cerca de 130 mil cartuchos de munição da marca CBC, sendo quase a totalidade de calibre 40, além de dois rifles e armas de pressão, foi roubado em Portão, na região do Vale do Rio de Sinos. A carga, transportada em seis paletes, está avaliada em cerca de R$ 1,3 milhão. A principal suspeita é de que o ataque contra uma transportadora tenha sido cometido por uma facção criminosa. A Brigada Militar e a Polícia Civil foram mobilizadas na ocorrência.

O ataque ocorreu em torno das 6h. Entre quatro e seis criminosos fortemente armados, com armas longas incluindo fuzis, invadiram a empresa situada na rua do Comércio. No local, dormia o motorista do caminhão Iveco Tector, de cor branca, com placas de São Paulo, onde estava a carga. Ele foi então rendido. A vítima, de 35 anos, relatou que, durante a fuga, os criminosos fizeram entrar no porta-malas de um veículo não identificado. Ele foi levado junto e foi libertado depois na avenida César Antônio Bettanin, ao lado do Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O caminhão apareceu abandonado e vazio mais tarde na zona rural de Viamão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s