Rio Grande do Sul

RS: PRIVATIZAÇÃO, DESINDUSTRIALIZAÇÃO E CADA VEZ MAIS GAÚCHOS DESEMPREGADOS

Leite quer vender as empresas de Energia (CEEE,CRM e SULGÁS). Guedes anuncia a venda da Refinaria REFAP e do TRENSURB entre outras. O RS se desindustrializa a passos rápidos e conforme se desindustrializa, aumenta o desemprego.

Todos os índices, inclusive os da PNAD – Pesquisa Nacional de Amostragem por Domicílios, mostra que o desemprego cresce cada vez mais no Brasil e no RS. Um argumento usado para Temer desmontar os direitos trabalhistas era o de que o emprego voltaria a crescer. Não cresceu, pelo contrario diminuiu. Agora vem o mesmo papo com a Reforma da Previdência. Mesmo que aprovem a Reforma, o desemprego e a miséria continuarão aumentando cada vez mais no RS e no Brasil. Por que?

Depois de destruir o Setor Naval, destruindo o Pólo Naval de Rio Grande com mais de 22 mil empregos diretos e milhares de indiretos RS afora, agora o Governo quer vender também as empresas do setor de Energia. O conluio entre O Governador Tucano e o Presidente capacho dos interesses americanos é evidente.

E conforme avança a privatização, avança o desemprego. Mas como isto é possível? Simples. A aposta dos governos Federal e Estadual é apostar no dinheiro que vem das “commodities”. Entregar para a iniciativa privada, sempre multinacionais estrangeiras, todos os processos de industrialização, ou seja, de agregação de valor a produtos. A consequência é óbvia: Entregamos grãos de soja nas mãos da iniciativa privada, muitas vezes estrangeira, e compramos dela o óleo de Soja. Entregamos pra as multinacionais o Petróleo Bruto nas Refinarias e compramos delas a gasolina, o Diesel, o querosene. Em muitos casos, em função de compromissos destas multinacionais, a “commoditie” é mandada pro país de origem, processado lá e portanto gerando empregos lá. Ou então é processado por exemplo nas fábricas ou refinarias deles aqui, mas com curtos mais baixos e portanto com menos trabalhadores e com menores salários possíveis. Se há menos trabalhadores nas industrias, e os que ainda permanecem recebem menos, menos dinheiro vai circular. Se menos pessoas compram e com menos dinheiro do que antes, já não há mais necessidade de produzir os produtos que já não tem mais como ser consumidos por falta de dinheiro. Logo, mais desemprego não só naquele setor, mas também no de prestação de serviços e mesmo em outros setores. O desemprego vai aumentando, por que o grande objetivo do tal “mercado”, que são os banqueiros e multimilionários donos das ações das empresas, o único objetivo é o maior lucro possível no menor tempo possível. Por isto não tem compromisso nenhum como o emprego e nem com a pátria e a nação. O que eles ganham de lucro de suas ações eles não aplicam aqui. Eles mandam para “paraísos fiscais” onde não pagam impostos.

E se entregar para estes mesmos banqueiros internacionais também a Energia?Eles só vão ver ali mais formas de aumentar seu lucro, e não beneficiar o povo com mais emprego e renda. Hoje por exemplo, a Taxa Social de Água e a Taxa Social de Luz beneficia todas as famílias com Renda de até um salário mínimo e meio. Se privatizadas as empresas, tu achas que elas vão manter esta taxa e tirar dos lucros deles ou vão cobrar taxa integral? Hoje a água e a luz, por serem consideradas pelo Estado, bens de primeira necessidade, só são cortados depois de avisos e advertências que levam até 6 meses se o sujeito não tiver dinheiro para pagar. Quem tem telefone celular ou fixo, e a telefonia é toda privada, sabe que as empresas dão 15 dias e depois cortam. Tá achando que vai ser diferente quando a água e a luz estiverem privatizadas?

E por que falo disto se o artigo é sobre desemprego? Por que muitas vezes a pessoa deixa de pagar a luz ou a água por um ou dois meses para comprar comida por exemplo. Se ele compra comida com aquele dinheiro, alguém tem que produzir aquela comida e/ou processá-la numa industria. Logo, isto mantém ou até gera emprego. Se não tem mais este dinheiro por que o cara vai ser obrigado a pagar a água, também já não será mais necessário alguém produzir aquele produto. Logo, mais desemprego. E miséria. Por que se o cara deixava de pagar a luz pra pagar a comida, alguma coisa vai faltar na casa deste sujeito.

É por isto que quanto mais avançar a privatização, mais crescerá o desemprego e a miséria no Brasil e não o contrário.

Fila dupla de desempregados faz a volta no prédio da DRT em Porto Alegre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s