Uncategorized

A Lava Jato dizimou a engenharia brasileira, diz Presidente do Clube de Engenharia

O presidente do Clube de Engenharia falou à TV 247 sobre a atual situação da maior construtora do país, a Odebrecht, que teve seu desmonte arquitetado e executado pela Operação Lava Jato, comandada por Sérgio Moro, bem como todo o setor de engenharia do Brasil. Nesta semana, a Caixa Econômica Federal pediu a falência da companhia.

Pedro Celestino, Odebrecht e Sérgio Moro
Pedro Celestino, Odebrecht e Sérgio Moro

Do Brasil 247 – O presidente do Clube de Engenharia, Pedro Celestino, comentou em entrevista à TV 247 o pedido de falência da maior construtora do Brasil, a Odebrecht, pela Caixa Econômica Federal nesta quinta-feira (3) e explicou que isto faz parte do processo de massacre da engenharia brasileira promovido pela Operação Lava Jato. Para ele, o pedido de falência feito pela Caixa é chocante.

Celestino disse que o combate à corrupção foi usado como pretexto para que a Lava Jato destruísse o setor de engenharia do país. “Essa questão da liquidação da engenharia nacional é uma questão que não vem de hoje, ela está realmente no âmago da operação Lava Jato sob a capa do combate à corrupção, que une a todos, é necessária e deve levar dirigentes corruptores a sofrer as penas da lei, respeitados os direitos de defesa”.

O presidente do Clube de Engenharia usou como exemplo a montadora Volkswagen, que foi flagrada em processos de corrupção na Alemanha e não foi desmontada, como acontece no Brasil.

“Se promoveu o massacre da nossa engenharia. Comparo sempre o que houve no Brasil a partir da Lava Jato com episódios de corrupção recentes de cunho internacional. A Volkswagen foi pilhada fraudando 8 milhões de consumidores no mundo inteiro, com índices de poluição muito acima dos permitidos pelas autoridades, foi multada bilhões de dólares nos Estados Unidos e Europa, seus dirigentes foram demitidos, processados e, no entanto, a Volkswagen não deixou de produzir nenhum veículo”.

“A empresa é essencial para a Alemanha, aqui nós jogamos fora a criança, a água e a bacia. Esse processo levou à liquidação um patrimônio que se constituiu ao longo das últimas seis décadas”, completou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s