Uncategorized

Nasce uma Estrela: Um instigante artigo sobre Damares Alves

“Apoio à ministra é significativamente maior entre os evangélicos e  entre os apoiadores de partidos de direita e de centro —mas quase 30%  dos que dizem simpatizar com o PT também a consideram ótima ou boa.” Extrato Do artigo que reproduzo na íntegra a seguir.

Nasce uma Estrela

Por Maria Herminia Tavares na Folha

Damares Alves é uma das duas mulheres no  primeiro escalão de um governo de homens brancos de meia idade. Ocupa a  segunda posição entre os ministros mais bem avaliados de Jair Bolsonaro, depois de Sergio Moro —de longe o mais conhecido e popular.Segundo pesquisa Datafolha  de dezembro passado, dos 55% que disseram saber de quem se tratava, 43%  consideravam a ministra ótima ou boa, o dobro daqueles que lhe  atribuíram conceito ruim ou péssimo. Entre os seus admiradores não há  diferença entre sexos.Ela é bem-vista igualmente por pessoas de diferentes faixas de idade;  apenas junto aos mais jovens seu prestígio é menor. Situa-se acima da  média entre os entrevistados com educação fundamental e média.  Cai,  porém, na parcela de nível universitário.À exceção dos mais ricos, que recebem de dez salários mínimos para  cima, a porcentagem dos que lhe dão nota ótima ou boa é constante. Não  por acaso, talvez, são do Sul os brasileiros que a aprovam com mais  entusiasmo, e do Nordeste os mais reticentes.A apoio à ministra é significativamente maior entre os evangélicos e  entre os apoiadores de partidos de direita e de centro —mas quase 30%  dos que dizem simpatizar com o PT também a consideram ótima ou boa. Sua  base de apoio parece mais disseminada e popular que a dos outros  ministros e do próprio presidente, cujo núcleo duro se compõe de homens  moradores da região Sul, de renda alta e educação superior.Que ninguém imagine que ela mira os próprios pés com a sua conduta às  vezes bizarra, com suas frases estapafúrdias ou com suas propostas de  políticas que desafiam o bom senso, a experiência acumulada e os  conhecimentos disponíveis. Damares sabe para quem fala.Na sua conta de Twitter  se apresenta como mãe, pastora evangélica, educadora e advogada.  Reacionárias, mas estridentemente antirracistas, suas falas se dirigem  às emoções de um contingente —decerto vasto— de brasileiras e  brasileiros de origem popular e inclinação conservadora.Une-os a sensação compartilhada de insegurança e desordem cotidianas:  na vida familiar, nas escolas, nos espaços públicos —e no distante  mundo da política. Desconfiados de quase tudo, buscam ordem, conforto e  amparo concreto nos cultos religiosos. Esses sentimentos foram captados  no  importante estudo de 2018 “O conservadorismo e as questões sociais”,  da Fundação Tide Setúbal.Damares Alves  quer ser a mãe dos mais carentes entre os pobres e remediados; severa,  mas cuidando de suas aflições. É sem dúvida uma estrela do novo elenco  de políticos de extrema direita que vai se afirmando em nossa deplorável  cena política.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s