Corona Virus

Presidente das Filipinas manda Matar pessoas a tiros pra que não morram de Corona Vírus

A notícia que publico a seguir, é da Deutsche Welle e dá conta do tamanho da tragédia que o mundo vive. É bem provável que o cara esteja pensando em eliminar pessoas que resolvam ir para as ruas se solidarizar com o povo mais pobre, que tudo indica, vão morrer aos milhares, já que não há estrutura médica no país pra dar conta da tragédia. Qualquer semelhança com o Brasil pode não ser mera coincidência. Certos estão Lula e Dória, que apesar das profundas divergências, tema compreensão de que estamos numa guerra e que é preciso unidade de todos e não eliminação de alguns:

Presidente das Filipinas manda atirar em quem causar problemas durante a quarentena 

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse que as forças de segurança do país devem atirar em quem causar problemas em áreas com restrição de circulação devido à pandemia de coronavírus. Cerca de metade dos aproximadamente 110 milhões de habitantes do país estão em quarentena, milhões deles em extrema pobreza e desempregados.  

Horas antes da fala, que foi transmitida pela televisão na noite desta quarta-feira (01/04), quase duas dezenas de pessoas de uma comunidade carente da capital, Manila, foram presas por realizarem um protesto que acusava o governo de não fornecer ajuda alimentar aos pobres. 

“Minhas ordens para a polícia e os militares, e também para os oficiais nas vilas, são de que, se houver problemas ou surgir uma situação em que as pessoas desobedeçam e as suas vidas estejam em risco, atirem para matar”, disse Duterte. ”Em vez de causar problemas, eu as mandarei para o túmulo”, disse o presidente. 

As Filipinas registram 2.311 infecções por coronavírus e 96 mortes. Mas o país intensificou apenas agora os testes, o que deve fazer com que o número de infectados siga aumentando. 

Os comentários do presidente foram repreendidos imediatamente por grupos de direitos humanos, que pediram ao governo que forneça os suprimentos necessários, em vez de fazer ameaças violentas. “É profundamente alarmante que o presidente Duterte tenha estendido uma política de atirar para matar. Força mortal e não controlada nunca deve ser um método para responder uma emergência como a pandemia de covid-19”, disse a Anistia Internacional nas Filipinas em comunicado. 

O chefe da polícia nacional das Filipinas, Archie Gamboa, disse nesta quinta-feira (02/04) que os policiais não começariam a atirar. “Provavelmente, o presidente enfatizou demais a implementação da lei em tempos de crise”, justificou. 

Duterte foi criticado por entidades de direitos humanos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s