Uncategorized

Decotelli tem sua posse adiada e integrantes da ala militar do governo retiram apoio ao novo ministro

Titulo de Doutor e Pós Doutor eram fraudados. Ai até a data da posse virou falsa.

Integrantes da ala militar do governo Bolsonaro retiraram o apoio ao novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, após virem à tona revelações de informações fraudadas em seu currículo.

O tema foi discutido ao longo do fim de semana e a avaliação de parte dos ministros e auxiliares que chancelaram o nome de Decotelli para Jair Bolsonaro é que ele só tem condições de ficar no cargo se tiver uma justificativa plausível para as informações falsas que estão seu currículo – o que acham muito difícil de acontecer.

Nesta segunda-feira, 29, o Planalto adiou a posse de Decotelli no cargo, que estava prevista para esta terça-feira, 30. Medida foi tomada depois que a Universidade de Wuppertal, na Alemanha, informou que o Decotelli não realizou pós-doutorado na instituição, como ele diz em seu currículo. 

O ministro também foi desmentido pela Universidade de Rosário, na Argentina, que afirmou que ele não possui o título de…

Ver o post original 32 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s