política

Sobre o leite condensado e a vaca que parte da elite tupiniquim não se importa que morra #CoragemMaia

A conspiração entre as elites foi e é a tônica na política brasileira, salvo raros períodos onde estes grupos se digladiavam e dividiam, abrindo a brecha pra respiros democráticos e até de inscrição de direitos sociais e trabalhistas na Constituição.

E assim foi até os Governos petistas, que ousaram jogar no campo político fundado por estas elites e ganhar quatro partidas seguidas e ameaçava ganhar a quinta, o que talvez lhe autorizasse a jogar em campo próprio.

As elites tupiniquins se uniram todas pra derrotar a possibilidade do povo ascender ao poder. Já tinha acontecido outras vezes. Não se importam em destruir a nação, já que jogando limpo, perderiam o jogo e o campeonato.

A disputa pela Presidência do Congresso é só mais uma etapa neste tempo onde alguns setores das elites tupiniquins traem outras para arrancar mais pedaços e benesses do Estado pra si mesmos. Brigam, por que uns acham querem matar a vaca que os alimenta de leite, que é aliás base pro Leite Condensado dos Generais, pra usufruir logo dos pedaços de carne de 2ª que o capital financeiro vai lhes deixar.

Outros setores querem manter a vaca viva, mas ao mesmo tempo querem dividir entre si e entregar aos pobres só o que sobrar do leite que a elite não consegue consumir…ou transformar em leite condensado, se é que me entendem.

Foi correta a decisão do PT e dos partidos de esquerda no Congresso ao se juntarem a turma do Rodrigo Maia. Ele é desta turma que pelo menos quer manter a vaca viva. E é o que boa parte dos brasileiros precisa, pra continuar vivendo…ou sobrevivendo.

Mas independente do resultado, o que precisa mesmo, é que o PT e a esquerda voltem ao mostrar ao povo trabalhador, que cria e alimenta a vaca com seu trabalho, quase escravo muitas vezes, que da união deles é que depende a sobrevivência da vaca. Nos 12 anos de Governos do PT esta gente chegou até a desconfiar que podia ser dona da vaca.

Mas aí veio a elite, e com o apoio de parte da esquerda, convenceu a turma que o problema não era a vida da vaca nem o leite que ela dava, mas a “corrupção” que tinha no cocô da vaca.

Foi preciso um hacker chafurdar no cocô, pra que todos descobrissem que o problema não era o cocô, mas sim o alimento da vaca, contaminado por um jornalismo podre, uma elite subserviente, que misturaram bem o veneno que o capital financeiro e o império lhes deram pra matar a vaca e o tratador que ainda pode, se der tempo, entregar a vaca a quem a cria desde o nascimento.

Ah! Pros desavisados que não andam nas redes sociais: #CoragemMaia é a mensagem que as redes deram hoje ao Rodrigo Maia, para que abra o processo de Impeachment contra Bolsonaro pelos crimes que ele já cometeu, independente de quem venha a ser o Presidente da Câmara. Ficaria na responsabilidade deste levar adiante, ou se for Arthur Lira, anular, o que no mínimo ajudaria no desgaste do proto fascista que pode vir a governar pela sua “ideologia”, controlando O Congresso e subjugando o títere STF.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s