Porto Alegre/privatização

Parcelar Salários de Rodoviários da CARRIS é tramoia de Melo: O faturamento da empresa é mais de R$ 30 milhões/mês

A CARRIS transporta milhares de passageiros com a passagem mais cara do Brasil (R$ 4,80). A Folha de pagamento da CARRIS não passa de R$ 6 milhões. O faturamento mensal da empresa é de R$ 30 MILHÕES. Não tem lógica parcelar salários.

Melo decidiu que os Salários deviam ser parcelados depois que as Empresas Trevo e Restinga disseram que iam parcelar salários, embora elas tenham se beneficiado da Lei de Redução de Salários durante a pandemia.

A ação de Melo na verdade vai no rumo do seu projeto de PRIVATIZAR a CARRIS ou entregar para as empresas privadas. É um contra senso né?

Mas o que eles querem de fato, é ENGANAR A POPULAÇÃO com o apoio da RBS e da mídia. Eles querem que a População ache que não há outra alternativa senão entregar a CARRIS pra privataria.

Mas o Próprio Melo e seus assessores tem dito que o Transporte precisa ter MAIS subsídio, por que menos gente tem andado de ônibus.

Mas SUBSIDIO quem paga é a Prefeitura, com dinheiro dos Impostos. E uma Cidade como Porto Alegre, que tem uma empresa pública como a CARRIS, que transporta 22,5% de todos os passageiros de Porto Alegre, não tem sentido nenhum entregar a empresa e depois pagar subsidio pra empresa privada dona da empresa que antes era pública.

Então, PRIVATIZAR a CARRIS ou entregar suas linhas mais lucrativas as empresas privadas é um ERRO HISTÓRICO. e bota erro histórico nistoQuem criou a CARRIS há 149 anos atrás foi Dom Pedro II e de lá pra cá a empresa só deu prejuízo nas gestões da turma do Melo na empresa.

O problema não é a empresa ser pública, mas a gestão fraudulenta que estão fazendo na CARRIS como mostra matéria do Jornal do Comércio de 2018 “Ministério Público apura desvio de R$ 1,7 milhão da Carris” ou nesta outra da Zero Hora “Dinheiro desviado da Carris teria abastecido campanhas do PMDB.”

Mas era o tempo anterior a eleição de 2018 e a Zero Hora queria eleger o Marchezan de novo. Não deu certo. Aí Zero Hora deixou de falar nas maracutaias do Melo, que virou Prefeito, e ele que tinha dito que não venderia a CARRIS de jeito nenhum, “mudou o discurso da água pro vinho” e agora quer por que quer vender a CARRIS.

Olha o que diz a Zero Hora agora, depois de em 2018 ter publicado uma das maracutaias da época das gestões da turma do Melo, do PMDB, na CARRIS. Pois é!

Tem treta aí nesta mentirada toda que estão contando pro povo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s