CINEMA/Porto Alegre

Uma Viagem pelo Cinema Africano – Janeiro em Porto Alegre, no Cine Farol Santander

O Cine Farol Santander inicia o ano de 2022 com uma incrível seleção de longas-metragens oriundos do continente africano. A mostra, denominada “Uma Viagem pelo Cinema Africano”, ocorre entre os dias 04 de janeiro e 02 de fevereiro, exibindo 14 filmes que representam a cinematografia de 11 diferentes países da África.

Com Informações da PRANA FILMES

A programação foi elaborada com o apoio da Cinemateca da Embaixada da França e do Institut Français

Os ingressos custam R$15 (inteira) e R$7,50 (meia) e, além da entrada para a sessão de cinema, dão acesso à todas atrações e experiências do Farol Santander POA.


Abaixo, a grade horária e informações dos filmes: 
04/01
15:00 Turbulências
17:30 Makongo

05/01
15:00 Turbulências
17:30 Makongo

06/01
15:00 Turbulências
17:30 Makongo

07/01
15:00 Turbulências
17:30 Makongo

08/01
15:00 Minga e a Colher Quebrada
17:30 Rua do Deserto, 143

09/01
15:00 Minga e a Colher Quebrada
17:30 Rua do Deserto, 143

11/01
15:00 Minga e a Colher Quebrada
17:30 Rua do Deserto, 143

12/01
15:00 Minga e a Colher Quebrada
17:30 Rua do Deserto, 143

13/01
15:00 O Olho do Ciclone
17:30 Wallay

14/01
15:00 O Olho do Ciclone
17:30 Wallay

15/01
15:00 O Olho do Ciclone
17:30 Wallay

16/01
15:00 O Olho do Ciclone
17:30 Wallay

18/01
15:00 O Olho do Ciclone
17:30 Wallay

19/01
15:00 O Olho do Ciclone
17:30 Wallay

20/01
15:00 Nos Passos da Rumba
17:30 Wulu

21/01
15:00 Nos Passos da Rumba
17:30 Wulu

22/01
15:00 Nos Passos da Rumba
17:30 Wulu

23/01
15:00 A Amante
17:30 Run

25/01
15:00 A Amante
17:30 Run

26/01
15:00 A Amante
17:30 Run

27/01
15:00 A Misericórdia da Selva
17:30 Amal

28/01
15:00 A Misericórdia da Selva
17:30 Amal

29/01
15:00 A Misericórdia da Selva
17:30 Amal

30/01
15:00 Ntarabana
17:30 Camille

01/02
15:00 Ntarabana
17:30 Camille

02/02
15:00 Ntarabana
17:30 Camille

Turbulências
Turbulences, de Daniel Kamwa, Drama, Animação, 113 min. Classificação Indicativa: Livre.
Alertado por um pássaro misterioso, um predador gradualmente vai se convencendo de que ele mesmo é vítima de um sistema invisível de predação. Em um estranho planeta onde goblins travessos o capturam, ele acaba tomando a decisão de tentar emigrar.

Makongo
Makongo, de Elvis Sabin Ngaïbino, Documentário, 72 min. Classificação Indicativa: Livre.
A história de Albert e André, dois jovens pigmeus Aka de Mongoumba que eram motivo de chacota entre os alunos da escola, mas agora lutam contra o analfabetismo em sua comunidade. Para combater esse fenômeno de exclusão, os dois ativistas buscam montar uma escola móvel para educar as crianças. Por falta de financiamento, resolvem vender Makongo, lagartas comestíveis muito populares entre os centro-africanos, no mercado.

Minga e a Colher Quebrada
Minga et la cuillère cassée, de Claye Edou, Animação, 80 min. Classificação Indicativa: Livre.
Minga é uma menina órfã que vive com sua madrasta Mami Kaba e sua meia-irmã Abena. Um dia, quando estava no rio, ela acidentalmente quebra uma colher. Uma furiosa Mami Kaba a expulsa de casa, pedindo-lhe que encontre o caminho de volta. Uma jornada começa então para Minga.

Rua do Deserto, 143
143, Rue du Désert, de Hassen Ferhani, Documentário, 100 min. Classificação Indicativa: Livre.
No meio do Saara argelino, uma mulher escreve a sua história. Ela acolhe, por um cigarro, um café ou ovos, caminhoneiros, seres errantes e sonhos. Seu nome é Malika.

O Olho do Ciclone
L’œil du cyclone, de Sekou Traoré, Drama, 100 min. Classificação Indicativa: Livre.
Emma, uma jovem advogada, é a filha de um joalheiro, antigo gerente de vendas de uma empresa de mineração de diamantes. Ainda criança ela teve que se refugiar com sua família durante uma ocupação na área de mineração por um grupo de rebeldes que, mesmo vinte anos depois, continua a resistir às forças do governo. Um dia, um juiz pede a Emma para defender Blackshouam, um rebelde capturado pelo exército.

Wallay
Wallay, de Berni Goldblat, Drama, 80 min. Classificação Indicativa: Livre.
Ady tem 13 anos e não escuta mais seu pai, que o cria sozinho. O pai, no limite dos seus recursos, resolve confiar Ady ao seu tio durante o verão. O tio Amadou e sua família vivem do outro lado do mediterrâneo em Burkina Faso. Lá, 13 anos é a idade para se tornar um homem, mas Ady, que acha que está de férias, não vê as coisas dessa maneira.

Nos Passos da Rumba
Sur les chamins de la Rumba, de David-Pierre Fila, Documentário, 98 min. Classificação Indicativa: Livre.
Nos Passos da Rumba nos leva através da costa do continente africano, na bacia do Congo, Cuba, Equador à Costa do Marfim numa viagem recheada de relatos familiares e olhares apaixonados pela mistura que gerou a essência dessa arte musical africana, composta por olhares e ritmos da bacia do Congo, que lhe deram a forma e alma.

Wulu
Wùlu, de Daoda Coulibaly, Drama, Policial, 95 min. Classificação Indicativa: 14 anos
Ladji tem 20 anos. Ele trabalha duro como aprendiz de motorista em Bamako. Quando lhe recusam uma promoção que acha que merece, ele decide entrar em contato com Driss, um traficante de drogas, que lhe deve um favor. Com dois amigos, Ladji mergulha no mundo do tráfico de cocaína.

A Amante
Hedi, un vent de liberté, de Mohamed Ben Attia, Drama, Romance, 88 min. Classificação Indicativa: Livre.
Hedi é um rapaz de 25 anos cuja vida está sendo traçada pela mãe super protetora. Apático e acomodado, ele trabalha em uma concessionária de carros e está prestes a se casar com uma moça escolhida pela família. Mas, ao ser escalado para uma viagem de trabalho, ele se apaixona pela funcionária de um resort, uma jovem de espírito livre, e isso irá estremecer seu planejado futuro.

Run
Run, de Philippe Lacôte, Drama, 102 min. Classificação Indicativa: 14 anos.
Run fugiu… Ele acabou de matar o primeiro-ministro do seu país. Sua vida retorna a ele por flashs: sua infância com o mestre Tourou, quando ele sonhava em se tornar um fazedor de chuvas, suas aventuras com Gladys, e seu passado como um jovem patriota. Durante toda a vida, Run não fez suas escolhas. Cada vez, ele foi pego por elas, fugindo de uma vida anterior.

A Misericórdia da Selva
La Miséricorde de la Jungle, de Joel Karekezi, Drama, Guerra, 91 min. Classificação Indicativa: 14 anos.
Conta a história de dois soldados ruandeses separados de sua unidade militar no início da Segunda Guerra do Congo e sua luta para sobreviver em um ambiente hostil na selva em meio a intenso conflito armado.

Amal
Amal, de Mohamed Siam, Documentário, 93 min. Classificação Indicativa: Livre.
No Egito pós-revolução, Amal, uma adolescente insurgente, está enfrentando mudanças sociais e íntimas. Amal é um filme que observa a autodescoberta de uma garota de 15 a 20 anos: ela procura seu lugar, sua identidade e sua sexualidade em uma sociedade dominada por homens.

Ntarabana  
Ntarabana, de François Woukoache, Documentário, 90 min. Classificação Indicativa: Livre.
Entre 6 de abril e 4 de julho de 1994, o genocídio dos tutsis e os massacres dos hutus moderados mataram aproximadamente um milhão de pessoas em Ruanda. Enquanto massacres foram perpetrados em todo o país em larga escala, em Ntarabana, no norte de Ruanda, Rugwiza Froduald e Mukankundiye Anne-Marie se esconderam e protegeram os tutsis com arriscando suas proprias vidas. Logo após o fim do genocídio, Murekaze Anastasie, uma sobrevivente, conseguiu encontrar forças para perdoar e se reconciliar com aqueles que haviam assassinado o marido e os filhos.

Camille
Camille, de Boris Lojkine, Drama, 90 min. Classificação Indicativa: 12 anos.
Camille Lepage é uma jovem francesa de 26 anos de idade que vai viver na África para batalhar pelo seu lugar no mundo do fotojornalismo. Em maio de 2014, soldados franceses a encontram morta na parte de trás de um veículo suspeito, junto com um líder rebelde de Balaka.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s