Lula

Lula repudia semipresidencialismo, o mais novo golpe contra o povo

“Você elege um presidente, pensa que o presidente vai governar, mas quem vai governar é a Câmara, com um orçamento secreto para comprar o voto dos deputados”, denunciou Lula

Lula, sobre o golpismo de Lira: “Só podem estar com medo da nossa volta”

golpismo do presidente da Câmara, Arthur Lira, que criou um grupo de trabalho para discutir a implementação do semipresidencialismo no país, foi duramente criticado pelo ex-presidente Lula neste final de semana. Durante o ato de filiação de Roberto Requião ao PT, na sexta-feira (18), Lula condenou o mais novo ataque à democracia e à soberania do povo brasileiro: a transformação do presidente em uma figura decorativa, submetido ao poder de um primeiro-ministro indicado pelo Congresso Nacional.

“Vocês estão acompanhando o que está acontecendo no Congresso Nacional”, afirmou Lula. “Vi uma matéria [informando] que o presidente da Câmara criou uma comissão especial para aprovar o semipresidencialimo. Tentaram aprovar o parlamentarismo e nós, com o povo brasileiro, derrotamos eles duas vezes”, lembrou.

“Vão tentar fazer uma mudança na Constituição para tentar criar o semipresidencialismo”, explicou Lula. “Você elege um presidente, pensa que o presidente vai governar, mas quem vai governar é a Câmara, através do presidente e dos deputados, com um orçamento secreto para comprar o voto dos deputados”, denunciou. “Esse orçamento secreto é a maior vergonha que esse país já teve”, sentenciou. “Agora, só podem estar com medo da nossa volta”.

“Lula falou a verdade sobre o Congresso Nacional”, declarou a presidenta Nacional do PT e deputada federal, Gleisi Hoffmann (PR), pelo Twitter. “Os bilhões distribuídos via orçamento secreto, entrega do patrimônio público com privatizações, reformas que retiram direitos do povo e agora preparação de um novo golpe com semipresidencialismo. Onde está a ofensa ou desinformação?”, questionou a petista.

É golpe”, resumiu o líder do PT na Câmara, Reginaldo Lopes (MG). “Debater semipresidencialismo agora é tentar tumultuar o processo eleitoral. Um golpe contra a soberania popular. A proposta já foi rejeitada em plebiscito e querem tratar num grupo de trabalho, instância que nem existe no Regimento Interno da Câmara”, apontou Lopes, fazendo coro com a reação  bancada do partido, que se manifestou em peso contra o golpismo de Lira.

“O debate sobre semipresidencialismo é a prova da intolerância da direita, bolsonarista ou não, com um possível novo governo popular”, observou a deputada federal Natália Bonavides (RN). “A prioridade do parlamento brasileiro agora deve ser combater a fome, o desemprego, a miséria e o desalento que assola a vida do povo. Lamentável”.

Do PT BRASIL

Um pensamento sobre “Lula repudia semipresidencialismo, o mais novo golpe contra o povo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s