América Latina/DESENVOLVIMENTO/Tecnologia

Tecnologia: Argentina e Bolívia vão produzir pilhas e baterias de lítio em Conjunto

Ministro argentino da CT&I indicou que assinatura consolida cooperação científico-tecnológica entre Argentina e Bolívia

Na TeleSUR

Frank Molina e Daniel Filmus durante a assinatura do convênio de cooperação entre Y-TEC e YLB – Twitter

As empresas YPF Tecnología (Y-TEC), da Argentina, e a Empresa Pública Nacional Estratégica de Yacimientos de Litio Bolivianos (YLB) assinaram na quinta-feira (28) um acordo de cooperação científica e tecnológica para produzir pilhas e baterias de lítio.  

O presidente da Y-TEC, Roberto Salvarezza, e o diretor da empresa boliviana, Carlos Humberto Ramos, assinaram o acordo após uma reunião na capital da Argentina, a fim de promover uma iniciativa comum para desenvolver diferentes atividades no campo tecnológico.  

O memorando inclui a produção de materiais catódicos a partir de sais de lítio, a implementação de uma fábrica de produção de baterias e pilhas, e assistência e capacitação técnico-científicas para profissionais e pesquisadores por meio de projetos de pesquisa.

Continuamos a promover o desenvolvimento integral da cadeia de valor do lítio na Argentina. Nesta ocasião, assinámos um acordo de colaboração científico-tecnológica com @litio_boliviano para a produção de pilhas e baterias de íons de lítio com tecnologia autónoma.

O convênio foi respaldado pelo ministro argentino de Ciência, Tecnologia e Inovação, Daniel Filmus, e por seu par boliviano de Hidrocarbonetos e Energias, Franklin Molina Ortiz. 

Em declarações à mídia local, Filmus ratificou que o documento recentemente assinado “consolida a cooperação científico-tecnológica entre a Argentina e a Bolívia”, ao mesmo tempo em que favorecerá o intercâmbio de conhecimentos, capacitar engenheiros e técnicos, assim como a exploração e produção de materiais estratégicos com valor agregado.    

Segundo o representante da pasta, a Argentina deve “deixar de ser um país que só exporta recursos primários e começar a agregar valor a eles, industrializá-los e nos posicionar no mundo diante de um cenário que está caminhando em direção a este mineral”. Devemos mudar a matriz produtiva e impulsionar nossas exportações”.   

#NotaDeImprensa No âmbito da reunião realizada nesta quinta-feira, o Presidente Executivo da YLB, Carlos Humberto Ramos, e o Presidente do Conselho de Administração da Y-TEC, Roberto Salvarezza, assinaram um Acordo de Cooperação Científico-Tecnológica com a Argentina.

Por sua vez, o ministro boliviano Molina Ortiz saudou a assinatura do acordo, que “aprofunda os laços de fraternidade, ao mesmo tempo em que permite o intercâmbio tecnológico e de experiências entre os ambos países, com base nos processos de industrialização e desenvolvimento em ciência e tecnologia. Ela se insere no âmbito das ações que temos realizado, com a vontade de nossos presidentes, desde a assinatura do memorando em Buenos Aires”. 

O acordo bilateral é instituído como parte da Declaração Conjunta assinada em abril pelos presidentes da Argentina, Alberto Fernández, e da Bolívia, Luis Arce, na qual ratificaram a importância de implementar projetos de cooperação para impulsionar a cadeia de valor do lítio. 

Traduzido por: Flávia Chacon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s