Uncategorized

MIRUNA SE REVOLTA COM TORTURA DE JB A GENOINO

Edição247-Valter Campanato-Agência Brasil / Divulgação:

 E com razão; em sua decisão, tornada pública neste sábado, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, o mesmo que ainda não tomou qualquer ação em relação a Roberto Jefferson (do confesso caixa dois de R$ 4 milhões), avisou que José Genoino, em breve, voltará para a prisão; dos condenados na Ação Penal 470, ele vive uma situação kafkiana: cumpre prisão domiciliar fora de seu domicílio; “que adjetivo é possível usar para alguém que proíbe um condenado CARDÍACO de cumprir sua pena DOMICILIAR em seu DOMICÍLIO e ainda ameaça de que em fevereiro vai colocá-lo de volta na prisão?”, pergunta Miruna Genoino; que adjetivo você daria?

Pescado do Brasil 247

Brasília 247 – O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que, até março decidirá se concorre ou não à presidência da República, tendo como plataforma sua atuação na Ação Penal 470, despertou, mais uma vez, o sentimento de revolta em Miruna Genoino, filha de José Genoino.

Neste sábado, o STF tornou pública a decisão de Joaquim Barbosa sobre a prisão domiciliar de Genoino, que, na prática, prolonga sua tortura. Genoino poderá permanecer mais 90 dias em prisão domiciliar, mas Barbosa avisou que, provavelmente, irá mandá-lo de volta à prisão.

Como se sabe, Genoino, que jamais acumulou qualquer patrimônio, foi classificado como “01” no roteiro de prisões determinado por Barbosa – ele que, até agora, alegou não ter tido tempo para tomar qualquer decisão a respeito de Roberto Jefferson, o mesmo que admitiu ter administrado um caixa dois de R$ 4 milhões do PTB.

Diante da flagrante injustiça, e da kafkiana situação de Genoino, que cumpre prisão domiciliar fora de seu domicílio (ele está em Brasília e não em São Paulo, onde reside), Miruna Genoino expressou seu sentimento de revolta, numa mensagem distribuída pela internet. Abaixo, o texto de Miruna, que, com razão, protesta contra o arbítrio de um juiz que pode estar prestes a trocar a toga pela política, diante do silêncio cúmplice de seus outros dez colegas:

“Palavras textuais do presidente do STF sobre a situação do meu pai:

“Por fim, considerada a provisoriedade da prisão domiciliar na qual o condenado vem atualmente cumprindo sua pena, e a forte probabilidade do seu retorno ao regime semi-aberto ao fim do prazo solicitado pela Procuradoria-Geral da República, considero que a transferência ora requerida fere o interesse público. Por todo o exposto, indefiro o pedido de cumprimento da pena em regime domiciliar em São Paulo.”

Eu sei que não posso falar tudo o que penso sobre o presidente da suprema corte de justiça de meu país. Mas, também, que adjetivo é possível usar para alguém que proíbe um condenado CARDÍACO de cumprir sua pena DOMICILIAR em seu DOMICÍLIO e ainda ameaça de que em fevereiro vai colocá-lo de volta na prisão?

O próprio laudo feito pelos médicos escolhidos a dedo por Barbosa fala: “Desta feita, o tratamento anti-hipertensivo de longo prazo deve incluir (… cita a dieta, exercícios e tal) A RESTRIÇÃO DA INFLUÊNCIA DE FATORES PSICOLÓGICOS ESTRESSANTES”. Que tal isso ser considerado a começar pelo presidente do Supremo? O que vocês acham que se pode dizer de alguém que já ameaça e anuncia, no dia 28 de dezembro, uma época realmente propícia para ameaças, que a pessoa vai voltar para a cadeia em dois meses????????????”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s