Uncategorized

Como “voluntária” irmã de Aécio comandou repasses de milhões de reais para empresas da própria família e de Marcos Valério

Aécio Neves disse no debate do SBT que sua irmã, a jornalista Andrea Neves da Cunha,, serviu seu governo como voluntária, sem remuneração, por isso não se trataria de nepotismo. Não explicou outros 8 parentes, mas vamos concentrar na irmã nesta nota.

Voluntária em que? Ela cuidava de crianças em creches? De idosos? Fazia campanha de doações de agasalho como costumam fazer primeiras damas? Não.

Ela comandou o órgão responsável por coordenar a aplicação das verbas de publicidade do governo de Minas Gerais, conforme comprova esta reportagem do UOL.
Neste período:
– As rádios da família Neves receberam verba publicitária referentes a anúncios do governo Aécio. Apesar de insistentes pedidos, o governo de Minas não fornece os valores pagos às rádios. E o tucano, como um dos donos, não manda fazer um levantamento na contabilidade da empresa para dar respostas ao distinto público.
– Em 2004, as Agências de Publicidade SMPB e DNA de Marcos Valério receberam dinheiro de publicidade do governo Aécio:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc0409200615.htm
Em discurso na Assembléia Legislativa de Minas Gerais, o deputado estadual Sávio Souza Cruz (PMDB) de oposição ao governo tucano de Minas, fez um discurso que no trecho dá sua visão da atuação de Andrea Neves no controle com mão de ferro da área de comunicação e propaganda:
http://www.jusbrasil.com.br/diarios/63146436/al-mg-18-12-2013-pg-89/pdfView
Como se vê não se trata de um trabalho voluntário filantrópico. Se trata de exercício de poder sobre o destino de verbas de publicidade e do relacionamento com a mídia e com agências.

 Pescado do Blog Amigos do Presidente Lula

3 pensamentos sobre “Como “voluntária” irmã de Aécio comandou repasses de milhões de reais para empresas da própria família e de Marcos Valério

  1. Que absurdo! A verbas públicas de publicidade precisam de controle social para coibir aberrações como esta, que além da escolha errada de investimento (foco da estratégia de comunicação) nos leva a crer de fato houve favorecimento de investimento de dinheiro público nas emissoras da família do gestor. Imaginem como serão os investimentos das verbas federais de publicidade se este candidato chegar ao planalto?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s