Uncategorized

O PRONATEC, os Jovens Aprendizes, o Sistema S e o economicismo regressivo do Levy

cursos-do-pronatec1

O economicismo capitalista de Levy não consegue enxergar outra coisa além de números e dinheiro. Assim, além de outras medidas, já cortou do Plano Plurianual milhões de vagas do PRONATEC. Não quis saber que o PRONATEC possibilitou que milhões de brasileiros acessassem empregos dignos, com Carteira Assinada pela primeira vez, como mostram os Estudos do MEC e do MDS sobre a empregabilidade dos egressos do PRONATEC. Simplesmente orientou o corte de 12 milhões para pouco mais de 5 milhões de vagas. Boa parte delas aliás, bancadas pelo “acordo da gratuidade” que Lula fez em 2008 com a CNI e com a CNC. Não são portanto recursos diretos do tesouro. São recursos indiretos, vindos pelo SENAI, SENAC,SESI e SESC. E não só empregos que beneficiários do PRONATEC conseguiram. Há poucos dias o Brasil conquistou o título de Campeão da Maior Olimpíada da Educação Profissional do Mundo: A WorldSkills. Passamos a Coréia do Sul, a Alemanha, os EUA e outros tantos. dos 31 medalhistas, 25 eram do PRONATEC. Boa parte deles, Jovens Aprendizes, contratados por empresas através da Lei da Aprendizagem, cuja formação é custeada justamente pela “gratuidade” e portanto afetas ao orçamento do Sistema S e não do tesouro. Pois além de reduzir o PRONATEC, Levy e sua turma propõe cortar também uma parte significativa dos recursos do Sistema S, drenando-os para a previdência. Não farei aqui uma defesa incondicional do Sistema S, até por que, eles arrecadaram 2,5% sobre a folha de pagamento de todas as empresas do país, desde a década de 1940 do século passado, quando Getúlio Vargas criou o Sistema. Mas por outro lado, o Sistema S nunca recebeu, atendeu e formou tantas pessoas dos programas sociais como faz hoje. E faz bem. A empregabilidade identificada nos Estudos realizados pelo MEC e pelo MDS mostram isto. E num período onde cada vez mais precisamos ampliar a nossa produtividade. E como vamos melhorar nossa produtividade, se retiramos dinheiro justamente daquela área que melhor capacita e forma profissionais desde jovens, como é o caso do JOVEM APRENDIZ e do PRONATEC? Acho sim, que o Sistema S deve ser cada vez mais fiscalizado, mas não do ponto de vista econômico conjuntural, e sim do ponto de vista do número de trabalhadores e de jovens que forma e principalmente, que cada vez mais sejam os jovens que mais precisam, os dos programas sociais, que sejam cada vez em maior número beneficiados pelos excelentes cursos disponibilizados pelo Sistema S.

Aliás, se Dilma quer mesmo arrecadar mais, por que não propõe a regulamentação do Imposto Sobre Grandes Fortunas, a repatriação do dinheiro sonegado pelos grandes e encaminhado para o exterior como por exemplo no caso da Operação Zelotes? E por que sobe os juros, ao invés de reduzir e assim diminuir o custo do “serviço” da dívida pública?

5 pensamentos sobre “O PRONATEC, os Jovens Aprendizes, o Sistema S e o economicismo regressivo do Levy

  1. Pingback: O PRONATEC, os Jovens Aprendizes, o Sistema S e o economicismo regressivo do Levy | Luizmuller’s Blog | Q RIDÃO…

  2. Pingback: Ataque ao PRONATEC será prelúdio de maiores ataques a programas sociais??? | Luizmuller's Blog

  3. Pingback: Documento “Por um Brasil Justo e Democrático” contesta ajuste regressivo de Levy | Luizmuller's Blog

  4. Pingback: Contraponto necessário: Ministra Tereza Campello defende programa criticado pela Fazenda | Luizmuller's Blog

  5. Pingback: Demorô!!!PLANALTO DECIDE AGIR CONTRA TRAIÇÕES DE ALIADOS | Luizmuller's Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s