Uncategorized

Comissão do Impeachment impede testemunhas de defesa de serem ouvidas

POR  no TIJOLAÇO

 aroeiradefesa

 

A Comissão de Linchamento, digo, de Julgamento do Impeachment do Senado recusoou-se, hoje, a ouvir quatro testemunhas da defesa, regularmente aprovadas, sendo que duas delas já encontravam no Senado para depor.

O “argumento”, segundo a senadora Simone Tebet, do PMDB, é o de que “já temos o nosso juízo de valor formado, por isso entendemos que não é necessário ouvir algumas testemunhas”.

Note-se que eram as primeiras testemunhas da defesa e a senadora “já tem o seu juízo de valor formado” e portanto, não precisa ouvi-las.

E não eram testemunhas “políticas”, mas técnicas: Marcus Pereira Aucélio, ex-subsecretário de Política Fiscal do Tesouro Nacional; Esther Dweck, ex-secretária de Orçamento e Finanças; Marcelo Saintive, ex-secretário do Tesouro Nacional, e Marcelo Amorim, ex-coordenador-geral de Programação Financeira do Tesouro Nacional.

Se isso não é cerceamento de defesa, Dr. Lewandowski, o que seria? A dona Janaína Paschoal assumiu suas funções garantidoras e agora vale o que ela convocar a maioria golpista de comissão a fazer?

Ou, como diz o incrível Luís Roberto Barroso, não vem ao caso não ter havido crime de responsabilidade porque criem de responsabilidade “acha-se um”?

Estamos vendo o Judiciário brasileiro coonestar um processo que chega as raias do impensável.

Não é que os juízes-senadores não dêem crédito às testemunhas: eles sequer querem ouvi-las.

“Vamos logo, vamos logo, que nós já montamos a forca lá fora o e Michel tá esperando…”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s