trabalho

Tribunal Superior do Trabalho homenageia inimigos dos trabalhadores

TST homenageia inimigos dos trabalhadores

TST homenageou Benjamin Steibruch, o Vive da FIESP que disse que trabalhadores não deveriam ter uma hora de almoço

Do Diário da Causa Operária

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) condecorou como “comendadores” da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho uma série de personalidades, entre eles empresários da Federação da Indústria do Estado de São Paulo (FIESP) e da JBS. Destacou-se a homenagem ao vice-presidente da FIESP, Benjamin Steibruch.

Parece piada de mal gosto mas não é: o TST homenageou Benjamin Steibruch e o diretor executivo do Grupo JBS Foods, Francisco de Assis, ambos representando empresas ligadas à exploração e à violação de direitos trabalhistas.

Steibruch é quem declarou que os trabalhadores não deveriam ter horário para almoço em uma entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues (UOL), “que comam sanduíche com a mão esquerda e operem a máquina com a direita.” Além disso, ele prega o fim de direitos básicos, como a “flexibilização” da jornada de trabalho e da idade mínima para trabalhar.

A JBS é a empresa do poderoso grupo Friboi, com lucro líquido de US$ 2,04 bilhões em 2014. A JBS é hoje o maior grupo privado do país em faturamento, a maior processadora de carnes do mundo e também campeã nacional em acidentes do trabalho, e ainda assim nega convênio médico para seus trabalhadores, impondo que o trabalhador que queira o convênio tenha que pagar também pelas consultas médicas.

O último “premiado”, Francisco de Assis, ganhou a condenação pelo próprio Tribunal Superior do Trabalho a indenizar coletivamente, por danos morais em R$ 10 milhões, funcionários da unidade da companhia alimentícia Seara de Forquilhinha (SC), devido a práticas consideradas atentatórias à dignidade humana de seus empregados. Segundo o Tribunal, os funcionários eram submetidos a “jornadas exaustivas” de trabalho e “temperaturas extremamente baixas”. Ficam claros o golpismo e a memória curta do TST.

Além da homenagem a esses dois exemplos de “defensores dos direitos trabalhistas”,  foram também entregues comendas ao presidente golpista Michel Temer e ao ministro golpista do Trabalho e Emprego Ronaldo Nogueira (PTB-RS), presidente nacional do PTB, que negociou o cargo com Temer. Nogueira disse neste mês que priorizará a proposta do negociado sobre o legislado entre empregados e empregadores no que tange ao salário e à jornada de trabalho. O golpista é a favor da terceirização e da proposta de acordo sobre o legislado, a qual permite que os patrões negociem diretamente com os trabalhadores, sem intermédio dos sindicatos,  impondo os interesses dos patrões sobre os trabalhadores, passando por cima de qualquer legislação trabalhista.

Para o ministro golpista e os outros homenageados, os trabalhadores devem trabalhar o quanto o patrão quiser, sem horário de almoço ou qualquer outro direito, como plano de saúde, ou vale-transporte.

Para fechar a premiação com chave de ouro, foi entregue para o presidente golpista Michel Temer, o dono do lema “não pense em crise, trabalhe”, a maior comenda na ordem hierárquica. Ele foi condecorado, segundo a organização do evento, devido sua “atividade em prol da Justiça do Trabalho ou em quaisquer ramos do Direito”.

Porém, a verdade é que a justiça do presidente golpista se resume em atacar com profundidade os trabalhadores e a população brasileira com uma politica duríssima de austeridade que busca salvar apenas as empresas capitalistas em crise.

O TST, com essa homenagem e pela escolha de seus condecorados, demonstra um posicionamento ideológico contrário ao interesse dos trabalhadores. É uma sinalização preocupante para todos aqueles e aquelas que vivem do próprio trabalho.

Quando golpistas e defensores dos ataques contra os trabalhadores são homenageados pelo  Tribunal Superior do Trabalho, é mais do que necessário mobilizar toda a população, principalmente a classe trabalhadora, para lutar contra o golpe de Estado em curso no país. Somente a mobilização popular pode derrotar a direita golpista.

2 pensamentos sobre “Tribunal Superior do Trabalho homenageia inimigos dos trabalhadores

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: