política/Uncategorized

DEIXA QUEIMAR

demonio

Por Renato Uchoa

A história nos ensina melhor, às vezes, com uma taca de chicote feito do umbigo do boi. Baldeia o juízo. Para expelir de vez o opressor que faz morada e domina a mente por décadas. Os pastores do caos na parceria com o inferno mentem, roubam, e ainda se candidatam a cargos eletivos no Brasil todo. No Rio tem um deles. Preconceituoso, odeia os negros…e milhões se ajoelham no rezar da cartilha das Elites. Crivella é um deles, pronto para colocar uma cela de ouro no seu espinhaço, e o cambito no seu pescoço é opcional, com o programa Minha Casa, Minha Senzala. Votaria em Freixo, não que vá mudar alguma coisa. Para 17,58% dos eleitores, um exército de mais de 25 milhões, as eleições não mudam nada, ou mudam pouco.

Uma orquestra sinfônica de cordas das tripas se mistura com o choro das crianças esfomeadas. Esquálidas, esfoladas nas tiras das redes rasgadas. Uma cena terrível de quem viveu a tragédia do Reino Tucano, e agora os associados do golpe preparam a volta do modelo FHC. Com recheio de bala de borracha e perfume de gás lacrimogênio apimentado. Contra o Estado Democrático, protegidos pelo Supremo Tribunal Federal, os que quebram a legalidade constitucional, como a Equipe da Lava Jato. “Eleitos” para trucidar o PT e a esquerda brasileira. Eu não confio em ninguém que rejeite o PT de luta. Para não ferir as susceptibilidades, até de São Sebastião, padroeiro do Rio de Janeiro.

Jantando ratos e camaleões (grande parte das camadas subalternas) no período do sociólogo Fernando Henrique Cardoso. O intelectual orgânico das camadas dominantes, que não vale um cibazol como se fala aqui no Nordeste. Perdeu a dignidade, o respeito, e envelhece como um mendigo dirigente principal do golpe, um pedinte sorridente para que os EUA assumam de vez o país. Deixou milhões de brasileiros na miséria absoluta, e de quebra entregou o país. Entregou tudo.

Empresas pujantes, outras, investidos bilhões para oferecer em uma bandeja. Igual a cabeça de João Batista. Eles não vão se conformar enquanto não tiverem a de Lula. A maior parte da justiça brasileira é cúmplice, não apura nem em sonho as privatizações escandalosas, a entrega vergonhosa das riquezas do país na gestão do pavão FHC, a compra da reeleição…nem muito menos agora na Operação Lava Jato, quando os delatores do juiz Moro da República Corrupta do Paraná estouram os tímpanos deles, gritos e mais gritos sobre os desvios de verbas públicas. Diversos crimes praticados por quase a totalidade dos golpistas do PSDB, DEM, PMDB…

As revoltas populares, de quando em quando, acontecem. O Brasil em alguns momentos da história, que as camadas dominantes tentam esconder ou desfigurar os fatos, racha com o trote. Antônio Conselheiro, Zumbi dos Palmares… Na província do Grão-Pará (hoje estado do Pará), nos idos de 1835, as camadas populares representadas por pessoas simples, pobres habitantes dos beiços dos rios, índios deram um exemplo que é melhor morrer na luta do que de fome. Como dizia a líder sindical Margarida Maria Alves, assassinada pelo latifúndio paraibano. Com a conivência da ditadura

Os cabanos, como foram chamados, viviam na miséria absoluta, parecido com àqueles/as que as políticas sociais da gestão Lula/Dilma os resgatou para uma vida mais digna. Enfrentaram o poder central em uma guerra sangrenta que vitimou mais de 30 mil. Inclusive, além das tropas do governo central, até mercenários de outros países que vieram ajudar no aniquilamento dos revoltosos. Aguardem as tropas americanas. No período que antecedeu as eleições de 2014 entraram no país mais de 400 americanos ligados as forças militares. O ministro da Justiça Cardoso não viu, muito menos os milhares de golpistas operando nos aparelhos repressivos do Estado, abertamente em favor do Golpe.

Os cabanos tomaram a cidade de Belém e impuseram o novo chefe da província Félix Malcher, um traidor nato, do sangue de Temer. Depois afastado. Em seu lugar um lavrador Francisco Vinagre, outros mais. Foram derrotados, o movimento se estendeu até 1840. Deixa queimar, deixa que eles achem que o povo brasileiro é pacífico. Você também acha, anestesiado pela desilusão profunda. É só passear no trânsito que se visualiza a violência em direção ao alvo errado.

Deixa queimar, um dia qualquer os velhos cabanos retirados, recuperados dos grotões miseráveis do governo Lula/Dilma vão voltar. E não é para participar de um processo eleitoral viciado, corrompido pela mídia venal para eleger golpista. Os cabanos modernos vão voltar. Deixa queimar… quando a fome inexorável, um brinde do modelo Golpista Temer, em fase de instalação, com a retirada de direitos importantes, varrer o país de cabo a rabo. Com o fim real das conquistas trabalhistas, não vamos esperar muito tempo.

Nem serão preciso 4 anos de luta como lá no Pará. A podridão das forças que tomaram de assalto o mandato legítimo da presidenta Dilma, desde a posse de Temer exala um cheiro insuportável, curto e grosso, todos eles que traíram o país vão residir em algum aterro sanitário. Reze para viver, reze para assistir a queda do governo golpista, ilegítimo, que vai vendendo o Brasil no Mercado do Ver-o-Peso, na terra linda dos cabanos. Deixa queimar…. Resistir é preciso.

Um pensamento sobre “DEIXA QUEIMAR

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s