Uncategorized

A volta da chibata

ZÉducando

Ou seria a volta da Casa-Grande ? Muito bom esse artigo do Professor Carlos Zacarias de Sena Júnior.

Casa-grande-e-senzala-quadro


A volta da chibata

Há diferentes formas de ser derrotado. A aprovação da PEC 241 na Câmara sinaliza para uma derrota de dimensões históricas. O significado de se estabelecer um congelamento dos gastos públicos pelos próximos 20 anos vai atingir em cheio o coração da Constituição de 1988, encerrando a Nova República.

Há quem diga que nossas derrotas datam de 2002, quando na carta ao povo brasileiro Lula firmou um compromisso de subserviência ao andar de cima. Vencida a eleição, não foram os trabalhadores que subiram a rampa, e nos termos de uma irrefreável política de conciliação, o lulismo inaugurou uma expectativa de empoderamento que era a antessala das derrotas que se colheria, caso não se avançasse.

Passado o impeachment, a constatação que fica é a de que uma oportunidade histórica…

Ver o post original 237 mais palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s