Eleições 2016

DERROTADO EM CASA, AÉCIO ESTÁ FORA DA BRIGA DE 2018

Pedro França

Embora o PSDB tenha conquistado vitórias importantes neste domingo, em cidades como Porto Alegre (RS) e Belém (PA), o segundo turno da disputa municipal trouxe um sabor amargo para o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que voltou a perder em casa; se, em 2014, o tucano Pimenta da Veiga perdeu para o petista Fernando Pimentel na disputa pelo governo de Minas, desta vez João Leite foi superado por Alexandre Kalil, do PHS; resultado praticamente confirma Geraldo Alckmin, que fez um strike em São Paulo, como o candidato natural do PSDB na disputa presidencial

Minas 247 O PSDB venceu, mas seu presidente, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), foi um dos grandes derrotados da disputa municipal de 2016.

Com a vitória de Alexandre Kalil, do PHS, em Belo Horizonte, seu projeto presidencial fica praticamente sepultado. Até porque Aécio perdeu em casa pela segunda vez – em 2014, a derrota se deu para Fernando Pimentel, do PT.

Os resultados de hoje praticamente confirmam Geraldo Alckmin, que fez um strike em São Paulo, como o candidato natural do PSDB na disputa presidencial.

Aécio ainda tentou reivindicar o mérito pelas vitórias gerais do PSDB em várias cidades de grande porte, mas o fato é que, sem o governo estadual e a capital mineira, ele não terá uma máquina capaz de pavimentar uma candidatura presidencial.

Alckmin, por sua vez, tem não apenas o governo de São Paulo como a prefeitura da capital paulista, onde elegeu seu pupilo João Doria Júnior. Além disso, ele também venceu nas principais cidades de seu estado.

Leia, abaixo, reportagem da Reuters:

SÃO PAULO (Reuters) – Alexandre Kalil (PHS) foi eleito neste domingo prefeito de Belo Horizonte, vencendo o deputado estadual João Leite (PSDB) no segundo turno, em um resultado que é um novo revés para as pretensões do presidente do PSDB, senador Aécio Neves, de ser novamente candidato à Presidência da República em 2018.

Com 95,2 por cento das seções eleitorais apuradas na capital mineira, Kalil, ex-presidente do Atlético Mineiro, tinha 53,4 por cento dos votos válidos, enquanto Leite, ex-goleiro do Atlético, somava 46,6 por cento dos votos válidos.

O resultado é um duro golpe para as pretensões de Aécio ser novamente candidato ao Palácio do Planalto daqui a dois anos. A derrota de Leite, candidato que teve seu apoio, é uma nova derrota do senador em seu reduto eleitoral.

Como postulante à Presidência em 2014, ele foi derrotado pela petista Dilma Rousseff em Minas Gerais e seu candidato ao governo do Estado, Pimenta da Veiga, perdeu já no primeiro turno para o também petista Fernando Pimentel.

(Por Eduardo Simões)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s