Educação

Vende-se escolas, com alunos. Porteira fechada. Tratar com o MEC (Por Jari da Rocha)

Por Jari da Rocha no TIJOLAÇO

 estudantes

 

A piada é boa – que o governo teria colocado Rivotril na água que abastece a população brasileira – e revela, grotescamente, a dimensão da passividade da sociedade encurralada, antes do derradeiro e inevitável sacrifício. Vida de gado.

Na contramão do ‘bom comportamento’, os estudantes secundaristas vão escrevendo a história pelos demais brasileiros que se mantém ocupados somente com o tempo presente já que o futuro a Deus pertence.

Ao confrontarem um governo ilegítimo, que já demonstrou não ter apreço nenhum pela democracia e muito menos pelo diálogo, os jovens arriscam o próprio couro para lutar pelo impossível, pois, esse governo não pode negociar o que já está negociado – negociatas.

A educação gratuita é um excelente mercado para quem quer cobrar por ela e mesmo antes de jogarem milhões de estudantes às piranhas, peixes maiores já estão em posição privilegiada para abocanhar a melhor parte do que esse ‘novo’ mercado pode oferecer.

São as fundações de bilionários – que se dizem preocupados com os baixos índices de formação para o trabalho – que se dispõe a ‘ajudar’ o Brasil em troca de milhões de clientes dispostos a pagar quantias generosas em alguma nova instituição que leva seu sobrenome.

Estamos falando da fundação Lemann, Fundação Unibanco e Fundação Gerdau,  entre outros acumuladores de fortunas.

A velha tática de sucateamento do que é público para justificar o privado e, a partir de então, privatizar tudo que for privatizável é acrescida de ingrediente ainda mais perverso. Privatizar a própria política.

Não é à toa que pessoas ligadas a essas fundações estejam em posições estratégicas dentro do MEC.

Em recente publicação no site The Intercept, as razões para tanto ‘desprendimento’ de ricaços ficam mais explícitas e nomeações que outrora passaram despercebidas começam a ter cara, nome e filiação.

O Diário Oficial da União do dia 2 de setembro avisou sobre a nomeação de Teresa Pontual, ex-bolsista da Fundação Lemann, para a Diretoria de Currículos e Educação Integral do MEC. Menos de um mês depois, a MP-746 foi assinada.

Outro exemplo é o caso de Maria Helena Guimarães de Castro, uma das sócias-fundadoras do Todos Pela Educação e membro da comissão técnica do movimento, hoje secretária-executiva do MEC à frente da reforma.

Só não é um negócio da China porque é um negócio do Brazil. Os ‘empreendedores’ do livre mercado conseguem, com a cumplicidade de um governo desonesto, estar em dois lugares ao mesmo tempo: diante e atrás do balcão.

Não faltarão isenções fiscais, imunidades tributárias, alterações de leis e, inclusive, treinamento dos funcionários destes grandes grupos empresariais custeados pelo estado, isto é, por nós.

Acrescente-se a isso contratos milionários para assessorias de empresas amigas do rei e o direcionamento para formar homens e mulheres como simples e funesta força produtora e não cidadãos.

Por isso a imprensa bem paga vai insistir em desqualificar o movimento dos estudantes.

Astutos, vão continuar jogando estudante contra estudante, professor contra professor, pais contra pais, povo contra povo.

Por essa razão contrataram milícias (MBL). E por isso vão invadir escolas com brutamontes armados até os dentes para impor o medo e o terror.

Esse governo tem muito a perder, porque já loteou tudo. Inclusive, os próprios estudantes em forma de clientes e o resto da população em forma de gado para abate.

O fato é que justamente o movimento dessa gurizada nova é que está fazendo um enfrentamento de dar inveja ao mais grisalho dos revolucionários. E está, sim, atrapalhando os planos dos usurpadores de entregar, de mão beijada, o país inteiro.

Quem não for gado que se una aos estudantes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s