Uncategorized

Ladrão que rouba ladrão…Executivos roubaram dinheiro de propina, diz Valor

POR  no TIJOLAÇO

 lad1

 

Valor conta os “milagres”, mas não nomina os “santos” ao narrar que executivos da Odebrecht “metiam a mão” para si mesmos no dinheiro de propinas.

“Grandes empreiteiras, entre elas a Odebrecht, começaram a identificar casos em que funcionários responsáveis por operar o pagamento de propina acabavam embolsando parte do dinheiro, desviado para contas no exterior ou benefícios pessoais.’

No popular: roubando o dinheiro pago a outro para roubar o Estado em benefício da empresa.

O curioso é que a matéria diz  que – coitados! – os executivos “aprenderam a roubar” com os políticos.

“A cultura de praticar irregularidades no relacionamento com o poder público demonstrou um sintoma perverso: disseminar-se também internamente, como numa terra sem lei.”

Jura? O mundo dos negócios é de santos e os corruptores, pobrezinhos, acabaram se contaminando com os gestores que foram corromper.

Aliás, não roubaram do ladrão. Cometeram “deslizes”.

No caso da Odebrecht, nem mesmo a “estrutura profissional” de pagamento sistematizado de propina, nas palavras do Ministério Público, com seus mecanismos de contabilidade clandestina, conseguiu evitar a proliferação de deslizes contra a empresa pelos seus executivos.

Só faltou mesmo dizer que ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s