Uncategorized

PSTU ataca Lula e é enxotado de congresso de professores

 

Do Diário da Causa Operária

Veja não escondeu sua alegria e, como de costume, falsificou em sua manchete “Sindicalistas viram as costas a Lula durante encontro em Brasília”. O grupo Uol/Folha, destacou que “Lula foi hostilizado”. Não faltou espaço no EstadãoIsto É e outros órgãos da imprensa golpista não economizaram palavras para destacar e aumentar, e muito, a atitude golpista e ultra minoritária adotada por meia dúzia de militantes do PSTU-Conlutas que viraram as costas para o ex-presidente Lula, quando este era saudado por quase 3.000 trabalhadores, delegados e convidados presentes ao 33° Congresso Nacional da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação), aberto ontem em Brasília.

A direita chegou a se contradizer em sua ânsia por elogiar a ousadia dos seus aliados infiltrado entre os trabalhadores: a maioria dos jornais golpistas multiplicou por 10 o número de “coxinhas com ketchup” que falavam pra si mesmo que “Lula não os representa”, enquanto a esmagadora maioria do Congresso se solidarizada com a maior liderança popular do País que a direita quer colocar atrás das grades para avançar no regime ditatorial que buscam impor contra os trabalhadores e todo o povo brasileiro: para a maioria dos jornais direitistas eles “era 50”, para o jornal das organizações golpistas dos Marinho “era um grupo de 15 integrantes… que deixou o auditório em protesto contra o ex-presidente”  (site do Jornal extra.globo.com. 12/01/16).

Com várias citações dos poucos ativistas e dirigentes desse grupo – em estado de falência – presentes ao Congresso, a imprensa golpista procurou ocultar o fato de que no maior congresso sindical do País, nos primeiros dias do ano de 2017, milhares de sindicalistas e trabalhadores se manifestavam contra o golpe e expressavam (ainda que com diferenças sobre o caminho a seguir) uma disposição de não se curvar ao golpe e abrir caminho, na luta, pela sua derrota. Bem ao contrário dos trotskistas de araque do PSTU que viram na derrubada de Dilma uma vitória, que defendem a prisão de Lula e que vem, há tempos, defendendo a “unidade” com elementos destacados da direita golpista, como o deputado Paulinho da Força Sindical (SDS-SP) e até como o imperialismo norte-americano, como no caso da “organização internacional” do PSTU, a LIT, que chegou a pedir armas a Obama para ajudar a defender a “revolução” apoiada pelos Estados Unidos na Síria.

A direita começou e vai continuar escondendo que 99% do Congresso não quer a prisão de Lula e está disposta a lutar contra ela, que  o encontro discute a greve nacional da Educação e a greve geral dos trabalhadores contra a ofensiva do governo Temer e contra o regime golpista, não vai – por certo – divulgar – que no Congresso há centenas de apoiadores da anulação do impeachment e da volta da presidenta eleita pela maioria do povo.

Por isso, não divulgou que os coxinhas do PSTU tiveram que sair do encontro porque sua atitude golpista e reacionário gerou enorme revolta e fez com que centenas de ativistas se dirigissem para ele aos gritos de “golpistas”, mostrando a porta da rua, que um congresso de trabalhadores não é lugar para quem defende o golpe, apoia a prisão das lideranças populares e da esquerda e, por isso, recebe os aplausos da Veja, Folha, Globo, Estadão etc. Também não destacaram que Lula ironizou a micro-manifestação, que só foi percebida pela revolta que gerou na maioria dos militantes. “Eles não sabem de nada”, afirmou.

2 pensamentos sobre “PSTU ataca Lula e é enxotado de congresso de professores

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s