Lula

Lula agradece Ciro Gomes pela transposição do São Francisco

Do Jornal GGN

“O companheiro teve a coragem, a honradez de enfrentar o debate sem fazer cara feia e provar que o povo nordestino é o dono do Rio São Francisco e não apenas um ou outro estado da federação”.

Jornal GGN – Durante o discurso da inauguração popular da transposição das águas do Rio São Francisco, o ex-presidente Lula apontou as principais lideranças políticas que, junto com ele, compraram a briga para conseguir fazer o megaprojeto sair do papel.
O petista destacou que a ideia do projeto foi dada a ele ainda em 1989, durante uma viagem de avião que estava fazendo com o político e economista Miguel Arraes, falecido em 2005, que o estava apoiando no segundo turno que enfrentou contra Fernando Collor.
“O doutor Miguel Arraes me disse: você tem que fazer a Transnordestina e a transposição das águas do rio São Francisco”.
Lula contou que, deste então, ficou com a mensagem na cabeça e quando finalmente chegou à presidência da república, em 2003, decidiu planejar a proposta, lembrando que a transposição do rio que atravessa cinco estados brasileiros e é o mais importante curso d’água do Brasil e da América do Sul foi pensada pela primeira vez pelo imperador Dom Pedro II (1825-1891), como única forma de solucionar a seca no semiárido nordestino.
O ex-presidente destacou que a proposta, entretanto, nunca saiu do papel porque havia disputa entre os estados doadores (onde o rio atravessa) e os estados receptores.
“Então tinha presidente que chegava aqui na Paraíba e dizia ‘eu sou favorável à transposição’. Chegava na Bahia, e ACM [Antônio Carlos Magalhães, ex-governador daquele estado] era contra, e dizia [para ACM]: ‘eu sou contra’. E assim a transposição era uma promessa que era feita de acordo com a conveniência”.
Em seguida Lula agradeceu o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, por ter sido o primeiro do estado a defender a transposição, que só desvia 3% do total da vazão do São Francisco tornando áreas de rios intermitentes no semiárido em perenes. Com isso deverão ser atendidas 12 milhões de pessoas.
Lula também defendeu o seu vice-presidente no primeiro mandato, José Alencar. “Ele teve coragem de fazer o debate nacional, mostrando a necessidade de trazer a água”. Em seguida o ex-presidente elogiou o papel de atuação do ex-ministro Ciro Gomes.
“Outro companheiro a quem tenho a maior lealdade e o maior respeito, e eu sei que a Dilma tem, é o companheiro Ciro Gomes que colocou o projeto debaixo do braço e eu sei a quantidade de brigas que ele enfrentou. Eu sei o que foi enfrentar a discussão ambiental, eu sei o que foi enfrentar a discussão do Tribunal de Contas, eu sei o que foi enfrentar a discussão com o Ministério Público, e o companheiro Ciro Gomes teve a coragem, a honradez de enfrentar o debate sem fazer cara feia e provar que o povo nordestino é o dono do Rio São Francisco e não apenas um ou outro estado da federação”. Por fim, tocando em Dilma, Lula também agradeceu a companheira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s