América Latina

Reunião da OEA marca ‘vitória para diplomacia bolivariana de paz’, diz chanceler da Venezuela

Do OPERA MUNDI

Sessão do Conselho Permanente da organização terminou sem invocação da Carta Democrática Interamericana contra governo Maduro; chanceler venezuelana criticou ‘plano para impor chantagens’ dos EUA a países da região

A chanceler da Venezuela, Delcy Rodríguez, celebrou nesta quarta-feira (29/03) a “vitória contundente” do país na reunião realizada ontem na OEA (Organização dos Estados Americanos), que terminou sem a invocação da Carta Democrática Interamericana contra o governo de Nicolás Maduro.


“Não foi aplicada ou ativada nenhuma Carta Democrática contra a Venezuela. No dia de ontem, as pretensões da oligarquia venezuelana, esses lacaios dos centros de poder norte-americanos, não foram amparadas, foram derrotadas”, afirmou a chanceler em entrevista coletiva.

A reunião “para considerar a situação na Venezuela” havia sido convocada pela OEA na semana passada. Desde meados de 2016, Luis Almagro, secretário-geral da organização, busca apoio de países-membros para sancionar o governo Maduro pelo que ele classifica como “crise institucional” na Venezuela, propondo a invocação da Carta Democrática e até a suspensão de Caracas da OEA. Esta última proposta foi rechaçada na última semana e novamente na reunião de ontem pela maioria dos países-membros da organização, inclusive os Estados Unidos.

Agência Efe

Delcy Rodríguez, chanceler da Venezuela, durante entrevista coletiva nesta quarta-feira (29/03), em que celebrou ‘vitória contundente’ de Caracas em reunião da OEA

Rodríguez disse que a sessão de ontem na organização marcou “uma vitória para a diplomacia bolivariana de paz” e criticou a existência do que classificou como um “plano para impor chantagens” aos países do bloco. Segundo afirmaram fontes diplomáticas ao jornal espanhol El País, nos últimos dias o governo norte-americano tem pressionado países caribenhos a se unir ao grupo anti-Venezuela na OEA.

“Vimos dois congressistas dos Estados Unidos ameaçarem grosseiramente países-membros desta organização, países irmãos (…). Repudiamos categoricamente as ameaças que desde o centro de poder norte-americano se dirigem aos países dignos de nossa região”, completou Rodríguez.

A chanceler também agradeceu aos representantes de Haiti e El Salvador, que intervieram durante a sessão em defesa da Venezuela. Em comunicado, o governo salvadorenho afirmou na terça-feira que “todo acompanhamento que se possa brindar à Venezuela deve ser sobre a base do respeito a sua soberania e à não intromissão em seus assuntos internos”.

El Salvador também destacou os artigos 1 e 19 da Carta Constitutiva da organização, que estabelece que “nem a OEA nem seus Estados-membros têm faculdades ou direito de intervir nos assuntos internos ou externos de outro Estado”.

Um grupo de 20 países – dos 35 membros ativos da OEA – concordaram ontem em Washington, sede da organização, em divulgar uma declaração conjunta na qual pediram que a OEA elabore um roteiro para “apoiar o funcionamento da democracia e o respeito ao estado de direito” na Venezuela.

O texto tem três pontos e não inclui as exigências de “fixar um calendário eleitoral”, “libertar presos políticos” e “respeitar as decisões do parlamento da Venezuela” que constavam na declaração conjunta de 14 países da OEA divulgada na última quinta-feira (23/03).

Esse documento é a base para uma resolução que está sendo preparada na OEA para ser apresentada nos próximos dias. O documento estabelecerá o mecanismo com o qual a OEA fará o acompanhamento da situação na Venezuela, disse o embaixador mexicano no órgão, Luis Alfonso de Alba, ao término da reunião.

 

*Com Agência Efe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s