Uncategorized

Chinelagem jornalistica: O Presidente atual é o Temer, mas o JN dedica horas a bater no Lula

Pois então. Contra Lula, nada de novo. Velhas acusações brotam da boca de novos delatores. A que o JN mais destacou aliás, foi a de que Lula é amigo do Odebrecht e de empreiteiros. Ué. E os outros não são? O problema neste caso, é que a notícia escandalosa são as denúncias de corrupção de quase metade do Ministério de Temer e do Próprio. Mas a Globo e a mídia querem fazer crer que a culpa da corrupção do PMDB e do PSDB é…do Lula, da Dilma e do PT. Não fazem jornalismo isento. Fazem jornalismo porco. Mas aí também estou chovendo no molhado, por que a Globo é golpista desde criancinha. Outro dia, 53 anos depois do Golpe Militar, é que eles pediram desculpas pela participação deles no golpe. Talvez levem outros tantos anos para pedir desculpas pelo que etão fazendo ao povo brasileiro hoje. Leia a seguir uma pesquisa sobre os tempos dedicados as tais delações da Odebrecht sobre cada personagem, publicada pelo PODER 360

Jornal Nacional deu 4 horas sobre lista de Fachin; Lula recebeu 33 minutos

Lula e Dilma estão no topo do ranking do JN

William Bonner apresenta a edição de 2ª feira (17) do JN

O Jornal Nacional, principal telejornal do país, exibiu 4 horas, 3 minutos e 48 segundos de reportagens sobre a lista de Fachin desde que o STF (Supremo Tribunal Federal) tornou pública a delação da Odebrecht, na última 3ª feira (11.abr.2017).

Levantamento do Poder360 atualizado até a edição desta 2ª feira (17.abr.2017) mostra que o ex-presidente Lula (PT) é o político mais mencionado: foram 33min32seg.

 

Em seguida está a ex-presidente Dilma Rousseff, também do PT, com 18min07s. Em 3º lugar está o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), com 16min27seg.

Nomes ligados ao PT, ao PMDB e ao PSDB somaram o maior período de exposição negativa. Nos bastidores, políticos investigados ou não avaliam que a temperatura só abaixará em Brasília quando a “pancadaria” no JN diminuir.

Centenas de nomes foram mencionados no telejornal da TV Globo, mas 46 políticos tiveram reportagens aos seus casos. Conheça o levantamento completo, com o tempo dedicado a cada 1 deles.

O quadro abaixo mostra a exposição dos principais políticos:

 

O presidente Michel Temer foi citado pelos delatores, mas não é alvo de investigação.  O caso dele foi abordado em reportagem de 5min28seg, que foi ao ar na 5ª feira (13.abr.2017). “Michel Temer” é mencionado pelo nome 5 vezes.

A notícia trata de reunião em 2010 na qual teria sido acertada propina de US$ 40 milhões ao PMDB. O JN reproduziu o vídeo em que o peemedebista se defende.

QUANTO CADA PARTIDO “APANHOU”

Além de ser o partido com mais integrantes citados na lista de Fachin, o PT foi também o que mais teve nomes de filiados expostos de forma negativa no JN: 1 hora, 24 minutos e 45 segundos.

Se forem desconsiderados os mais de 30 minutos dedicados a Lula, entretanto, a conta fica mais equilibrada entre os 3 principais partidos políticos brasileiros.

Figuras do PT somariam então 51min13seg, seguido dos filiados do PSDB (35min28seg) e do PMDB (35min17seg).

METODOLOGIA

O levantamento do Poder360 leva em conta a divisão feita pelo próprio JN, nas edições publicadas no aplicativo GloboPlay. Citações isoladas aos nomes dos políticos não foram consideradas.

O ápice da cobertura do Jornal Nacional sobre o caso ocorreu na 5ª feira (13.abr.2017), quando a edição de 1h33seg foi totalmente dedicada à delação da Odebrecht.  Na 2ª feira (17.abr.2017) foram 21min03seg.

__

Informações deste post foram publicadas antes pelo Drive, com exclusividade. A newsletter é produzida para assinantes pela equipe de jornalistas do Poder360. Conheça mais o Drive aqui e saiba como receber com antecedência todas as principais informações do poder e da política.

2 pensamentos sobre “Chinelagem jornalistica: O Presidente atual é o Temer, mas o JN dedica horas a bater no Lula

  1. A globo, ja perdeu a credibilidade! Tá tão na cara a perseguição da Globo ao Lula e o PT, que ela ja esta defendendo o Aécio Neves e a trupe do PSDB, só fala da época do mapa da fome, do apagão das entradas federais que de 1987 a 2002, não tinha. Só falta, incriminar e persuadir e caluniar o PT, com a ajuda do judiciário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s