Desemprego/trabalho

Mudança em política da Petrobras gera miséria e violência em Rio Grande, relata prefeito

‘A miséria está batendo nas ruas’, disse Alexandre Lindenmeyer, relatando que foram fechados 18 mil postos de trabalho em um ano

 Rio Grande

Da Rádio Guaiba

O prefeito de Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer (PT), disse hoje que o crise econômica provocada na Metade Sul por conta da retirada de investimentos da Petrobras gera fortes reflexos sociais no município. Segundo ele, a estatal, no governo de Michel Temer, mudou a política de fornecedores, deixando de comprar navios e plataformas construídos no Brasil e passando a importar esse material de países como a China. Segundo o prefeito de Rio Grande, a miséria nos municípios está aumentando e os indicadores de violência também.

“Em janeiro e fevereiro, tivemos 200% de aumento no número de homicídios em Rio Grande. A droga começa a cambiar de forma mais intensa. O desemprego causa pressão na área social e a demanda por saúde aumenta. A miséria está batendo nas ruas. É uma situação de extrema gravidade”, relatou Lindenmeyer.

Conforme o prefeito, a indústria naval de Rio Grande e São José do Norte gerava, há um ano, 21 mil postos diretos de trabalho. Hoje, segundo o prefeito, são 3 mil empregos. Para cada posto direto na indústria naval, segundo o prefeito, são gerados ao menos cinco outros postos indiretos, não só na região, mas também em áreas de metalurgia, como Caxias do Sul e Canoas.

Nesta terça-feira, a Assembleia Legislativa gaúcha instalou uma Frente Parlamentar em Defesa do Polo Naval de Rio Grande. A Frente, proposta pelo deputado Nelsinho Metalurgico, contou com assinaturas de deputados da base aliada de Sartori, como Sérgio Turra, do PP, e Catarina Paladini, do PSB. Entre os objetivos da Frente está a busca por envolvimento do governador Sartori no tema.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s