Fascismo/Livros

Conheça Von Mises, o pai da falta de idéias dos nazifascistas MBL e outros que tais

Do Luís Carlos Bolzan no Facebook

A Mentalidade Anti Capitalista, de Ludwig Von Mises é um livro de cabeceira da extrema direita brasileira. Nele, o economista da Escola de Viena discorre sobre teoria dele chamada “praxeologia” (que ele sequer cita durante o texto) para apresentar sua ideia de que a inveja e o ressentimento é a base da mente anti capitalista, ou seja, do socialismo.
Mises, sem nenhum fundamento teórico da psicologia ou da antropologia, em meio a erros conceituais (usa por vezes inconscientemente, subconsciente, por outras ego, consciência) fazendo tremenda barafunda. Confunde satisfação com felicidade para chegar ao objetivo primário de sua psicologia para afirmar que os socialistas são invejosos. Usa o termo “complexo de inferioridade” de Adler sem consequência, como conceitos de Freud “inconsciente” e “ego”.
Para Mises, o capitalismo é um sistema que oportuniza a alguns o sucesso pela meritocracia, criando um exército de ressentidos e invejosos que são os socialistas. Incrível sistema não? Desconhece a dialética e a negação da negação marxista. Aliás, deturpa Marx grosseiramente.
Se revolta contra a literatura de detetives, alegando que o objetivo sempre é ver pessoas de bem presas por crimes cometidos, numa moral socialista invejosa que busca a vingança. Mises defende a impunidade burguesa.
Se refere à arte como supérflua e para ele artistas e intelectuais são invejosos por seu insucesso financeiro, e assume tom claramente machista. Aliás, para Mises, o sucesso é apenas financeiro. Dinheiro e fortuna. Culpa países atrasados pelo insucesso por não terem assumido o capitalismo desregrado laissez faire, como se não fosse justamente o contrário.
Mises defende o fascismo como “menos autoritário que o regime stalinista”. Não surpreende, pois teve participação naquele regime italiano.
A “teoria” de Mises é primária, pueril e inconsequente. Mais parece a simples projeção de sua própria frustração e ressentimento contra aquilo de que não gosta, sem consistência teórica alguma.
Talvez por isto sirva como “teórico” para MBL e coxas neofacistas em geral. Eis um dos mentores desta direita. Quer entender de onde tiram algumas ideias? Mises.

Mises

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s