Uncategorized

Membros do Fórum Nacional da Educação renunciam em protesto contra o desmonte na área promovido pelo golpista Temer

CTB Educação - RS

Forum-Nacional-de-Educacao-renuncia
“Educação não pode ser tratada como medida provisória”, afirma Marilene Betros, dirigente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB). Ela se refere ao desmanche que o desgoverno Temer vem fazendo na educação pública.

As palavras de Betros entram em ressonância com os integrantes do Fórum Nacional de Educação (FNE) que renunciaram coletivamente nesta quarta-feira (7) em protesto à Portaria 577, de 27 de abril deste ano e ao desmanche do fórum.

Por essa portaria, o Ministério da Educação exclui membros da sociedade civil do FNE e aumenta substancialmente o número de integrantes do governo. “O FNE é um espaço conquistado pela sociedade para o acompanhamento das políticas educacionais”, diz a sindicalista.

Os representantes das entidades não governamentais que compunham o FNE elaboraram um documento onde afirmam que a entidade “não é um apêndice rebaixado do Ministério da Educação que, por ele, pode ser modificado a qualquer tempo, de…

Ver o post original 137 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s