Sindical/Uncategorized

Demitidos não terão mais direito a multa de 40% do FGTS e aviso prévio será só de 15 dias. E tem muito muito mais!!!

E mesmo demitido, só poderá sacar 80% do FGTS. Estes são só três dos muitos direitos que os trabalhadores perdem com a “Reforma trabalhista” do Temer, aprovada por Deputados e Senadores. Leia o artigo a seguir, Do Blog do Wagner Freitas, Presidente da CUT

Fim da CLT prejudicará também quem já está com carteira assinada

A reforma Trabalhista de Temer é uma tragédia para quem já está trabalhando e quem conseguir entrar no mercado de trabalho nos próximos meses ou anos.

Muita gente ainda não sabe, mas, as mudanças na CLT, vão prejudicar também os 48 milhões de trabalhadores/as – dados da RAIS – que já estão no mercado de trabalho com carteiras assinadas.

É isso mesmo.

Daqui a 120 dias quando o desmonte de Temer entrar em vigor, os contratos formais de trabalho poderão ser alterados. Para isso, bastará uma simples ‘conversa’ entre patrão e empregado, sem a intervenção do sindicato da categoria.

Ressaltei o ‘conversa’ porque é evidente que não vai ser uma negociação. O patrão ou seu preposto do RH simplesmente vai pressionar o trabalhador a aceitar as mudanças de regras. Se não aceitar, estará na rua e ponto final.

As regras do contrato de trabalho que poderão ser alteradas via negociação individual entre trabalhador e patrão são: 1) banco de horas, 2) parcelamento de férias, 3) jornada de trabalho; 4) negociação dos intervalos para amamentação; e, 4) demissão de comum acordo com o patrão – atenção a esse detalhe, o trabalhador ou a trabalhadora irá negociar sozinho, sem apoio do seu sindicato a sua própria demissão, e isso em um dos momentos em que se sente mais fragilizado, preocupado com o futuro, em como levará comida para a mesa da família. O texto da nova lei diz que o contrato de trabalho poder[a ser extinto “por acordo entre empregado e empregador”. Nesse caso, olha a desgraça, a multa de 40% do FGTS é reduzida a 20% e o aviso prévio será de 15 dias. O trabalhador tem direito a 80% do FGTS, mas perde o direito de receber seguro-desemprego.

Esse ataque aos direitos dos trabalhadores foi comandado por um Congresso Nacional ultraconservador, cheio de senadores e deputados empresários de todos os setores da economia. A aprovação do extermínio da CLT é uma mostra de como isso prejudica os interesses da classe trabalhadora.

Segundo levantamento do Congresso Em Foco,  37 dos 50 senadores que aprovaram o extermínio da CLT são empresários – ou seja, patrões diretamente interessados em aumentar os lucros explorando seus empregados.

SAIBA MAIS DIREITOS QUE VOCÊ PERDEU, CLICANDO NO LINK A SEGUIR:

TCHAU,QUERIDA… CLT! OS DIREITOS QUE O TRABALHADOR PERDEU NESTA SEMANA

2 pensamentos sobre “Demitidos não terão mais direito a multa de 40% do FGTS e aviso prévio será só de 15 dias. E tem muito muito mais!!!

    • Mentirosa é a Veja. Esta demissão “consensual” não existe, quando o desemprego campeia solto e o empregado só tem duas opções: ou aceita isto ou vai para o olho da rua” sem direito nenhum , e pior, sem condições de cobrar judicialmente, por que a lei determina também que trabalhador que receba mais de R$ 2.172,00 não poderá se utilizar de assistência judiciária gratuita e terá que pagar pelo advogado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s