Uncategorized

Crianças pobres marcadas para que não repita merenda escolar. O nazismo renasce nas Escolas de São Paulo

DORIA CRIANÇAS

Por enquanto marcam com caneta. Se o Brasil continuar aceitando o avanço desenfreado do nazi fascismo fantasiado de tucano, daqui a pouco as marcas em pobres e diferentes já não serão mais a caneta.

Os “diferentes” recebiam marcas a ferro e fogo no nazismo:

judeus

Os prisioneiros eram identificado pelos nazistas  a partir de números individuais e recebiam designações específicas baseadas em 16 categorias. Assim, o número 3 identificava homossexuais, o 8, judeus, e o 13, prisioneiros de guerra, por exemplo, e esses números muitas vezes eram tatuados nos braços dos capturados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s