energia

Com a queda dos níveis nas hidrelétricas, só não temos apagão por que “estocamos vento”

parque-eolico

Foto de parte do Parque Eólico de Osório, construído e inaugurado pelos Presidentes Lula e Dilma

Muitos zoavam da Dilma sobre o “estocar vento”. Pois é. Com milhares de “Cata Ventos” espalhados pelo país, financiados pelo BNDES, geramos energia Eólica. Uma energia alternativa, que a médio prazo fica bem mais barata que a hidrelétrica e outras formas de energia. E quem investiu na Energia Eólica? Pois é. O PT, Lula e Dilma. Também na Energia o BNDES financiava a infraestrutura e o desenvolvimento. Pois o governo corrupto a soldo do capital financeiro e dos interesses internacionais, quer simplesmente acabar com o BNDES e privatizar a Eletrobras e o setor elétrico. É tão sem vergonha quanto quem zoou da Dilma quando ela falou em “estocar vento”. Tem que desenhar? Então vê ai o desenho bem explicado que o 

A burrice extrema só se alcança com a pretensão.

Uma das “zoações” dos coxinhas (zoação, como se sabe, é o “espirituoso” desta camada que despreza  o pensamento e bate palmas para os deboches sobre a suposta incultura alheia, incapaz de ver a própria) em relação a Dilma Rousseff é a tal história de “estocar vento”.

Lamento informar aos guapos rapazes e lindas moças que a Dona Dilma estava certíssima e vocês só não estão enfrentando agora um apagão por causa do “vento estocado”, sob a forma de água, nos reservatórios do Sistema Elétrico Nacional.

Não? Vejam os números.

Primeiro, olhem o gráfico que a Folha – afinal despertada para o problema que há dias já se apontava aqui – mostra para comparar os níveis de reserva de água nas barragens geradoras de eletricidade.

ventoestocado

É só olhar a curvas e ver que a coisa está quase chegando ao patamar de 2014, soleira do caos elétrico, e dos níveis do “apagão” de Fernando Henrique, o caos em si.

Quase chegando, mas já teria passado se o Governo Dilma Rousseff não tivesse ampliado fortemente o investimento em geração eólica, espetando torres pelo país afora.

Há três meses são elas que estão ainda “segurando a peteca” dos reservatórios assolados pela estiagem de mais de 100 dias.

No dia 22 de setembro de 2014, as usinas hidro elétricas geraram – e para gerar deixam sair água aos montes! – 43 mil Megawatt médios. As eólicas, ainda engatinhando, 1,2 MWmed, o que  era 1,5% dos 70 mil MWmed consumidos.

Dia 21 de setembro deste ano, quinta-feira passada, as eólicas produziram 7 mil Mwmed, equivalentes a 10,5% dos 66,2 mil MWmed da carga total de energia do país. Com essa pequena redução de demanda (basicamente, a crise) de – 4 mil MWmed e com a energia eólica, as hidrelétricas puderam fechar um pouquinhos as comportas, guardar água e gerar apenas 35 mil MWmed, 20% menos que há três anos, gastando, obvio, cerca  de 20% menos da vazão das represas.

No Nordeste, no dia 21, 59,2% da energia foi gerada pelas eólicas.

Aquela água guardada, tolinhos, é o vento que gerou energia.

Estocadinho ali, para você poder usar seu ar condicionado, o seu computador, poder asistir o festival de luzes do Rock in Rio, etc, etc, etc

Então, só por um minutinho, pare de “zoar” e pense.

Dói um pouquinho no início, mas depois faz bem à  saúde.

4 pensamentos sobre “Com a queda dos níveis nas hidrelétricas, só não temos apagão por que “estocamos vento”

  1. Olá, Luiz, modestamente adicionando algo ao teu artigo.
    A rigor, quando se mantém água no reservatório de uma hidrelétrica, se está estocando energia elétrica para uso futuro. Da mesma forma, qualquer bateria, por pequena que seja, está “estocando” água, combustível ou a energia gerada pelo vento, conforme a origem da geração da energia.
    Mas a presidenta falava de outra coisa. Falava de estocagem de vento mesmo – wind storage, em inglês.
    Seguem alguns links sobre o assunto.
    http://ieeexplore.ieee.org/document/8069226/
    https://www.scientificamerican.com/article/wind-power-turbine-storage-electricity-appliances/
    https://www.gerenewableenergy.com/wind-energy/technology/integrated-energy-storage-for-wind-turbines
    https://www.awea.org/wind-energy-storage
    As pessoas de pensamento conexo podem encontrar facilmente outros artigos científicos e notícias sobre estocagem de vento digitando “wind storage” no Google.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s