Uncategorized

SARTORI QUER DEBITAR SURUBA MAL RESOLVIDA NA CONTA DOS GAÚCHOS

Sartori Meirelles

Meirelles, que esta entregando o Brasil aos estrangeiros, elogia Sartori pela suruba bem feita

O Orçamento do Estado tem funções. Uma delas é pagar o salário em dia dos servidores. Satori passou 21 meses atrasando e pagando salários parcelados. Tinha dinheiro mas não pagou. Preferiu pagar empreiteiras, empresas e outras dívidas. Agora quer pegar o dinheiro que deveria ser usado para investimentos no Estado para pagar uma “indenização” aos servidores. Primeiro sacaneou os gaúchos dizendo que não havia dinheiro para pagar salários, mas pagou seus amigos empreiteiros e deu as isenções fiscais em dia. Depois quer pagar indenização, dinheiro a mais, não previsto, por que não pagou os salários quando devia. Ou seja, transformou o orçamento do Estado numa suruba generalizada e ainda esta chamando os servidores a participarem da farra.

Sartori diz que não tem dinheiro para pagar salário de servidores, mas ao mesmo tempo quer indenização por atrasos de salários. Engana os Servidores. Quer que os servidores por interesses corporativos, o apoiem na sua sanha privatista. Quer entregar todas as Estatais com o argumento de que não tem dinheiro. Com a “negociação” da Dívida com a União, vai aumentar a divida que já é impagável, em mais de 30 Bilhões de reais. Não vai sobrar nada para o Estado. Se hoje não tem para pagar salários, como no futuro teria dinheiro para pagar salários e indenização? Não terá. E se os servidores caírem  nesta esparrela, no futuro não terão nem seus salários e nem esta indenização fajuta. É a liquidação definitiva do Estado. É isto que Sartori propõe.

Após 21 meses parcelando, Sartori encaminha projeto para indenizar servidores por parcelamento

Um dia após anunciar que suspenderá o parcelamento de salários, depois de 21 meses repetindo a prática, e pagará primeiro os servidores que ganham menos, o governo de José Ivo Sartori (PMDB) convocou uma coletiva nesta terça-feira (26), para falar sobre o encaminhamento de um projeto de lei complementar (PLC) que propõe pagamento de indenização aos servidores públicos, pelos parcelamentos de salário. A medida vinha sendo adotada, de forma intercalada, desde julho de 2015. O anúncio foi realizado sem a presença do governador, que está em Brasília.

Segundo o chefe da Casa Civil, Fábio Branco (PMDB), “a medida tem como objetivo evitar mais prejuízos aos servidores públicos, diante das atuais circunstâncias do Tesouro do Estado”. As indenizações ainda serviriam para que o próprio Estado evite responder com ajuizamento de ações de cobrança na Justiça.

O governo ainda não tem um valor fechado do quanto deve gastar com as indenizações. O cálculo leva em conta a correção da poupança em todos os meses que houve parcelamento, em cima do valor que foi pago atrasado. A estimativa é de que os valores girem em torno de R$ 68 milhões.

“Pela projeção de hoje, o governo pagará R$ 26,2 milhões pelo atraso do salário. Já o montante referente ao 13º, R$ 41,5 milhões”, calculou o secretário da Fazenda, Giovani Feltes (PMDB). Entre ativos, inativos e pensionistas, o Rio Grande do Sul tem hoje cerca de 330 mil trabalhadores.

De acordo com o secretário, a fonte para o pagamento das indenizações seriam “receitas do Estado”, como o programa Fomentar RS – Fundo de Fomento Automotivo do Estado do Rio Grande do Sul, criado no governo de Antonio Britto (PMDB), que institui incentivos e antecipação no pagamento de ICMS para empresas do setor.

Em dezembro de 2015, R$ 302 milhões da antecipação dos incentivos fiscais, por meio do fundo, vindos da fábrica da GM, foram utilizados para quitar o pagamento da folha de novembro daquele ano.

O secretário de Comunicação, Cleber Benvegnú, fez questão de salientar que a proposta é “reconhecimento formal do direito do servidor”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s