Educação

CPERS E PROFESSORES GAÚCHOS DÃO AULA DE CLASSE, CIDADANIA E DEMOCRACIA NAS RUAS

cpersO governo golpista de Temer congelou os Investimentos em Educação, Saúde e Assistência Social por 20 anos. Foi tamanho o corte nos recursos da educação, que as universidades e escolas técnicas federais não tem mais recursos para operar a partir de outubro agora. E isto que estamos no 1º anos dos 20 anos de congelamento. Sartori fechou mais de mil turmas escolares e alguns casos isto significou fechar escolas inteiras “por não serem economicamente viáveis”(sic) e paga os salários dos professores e servidores parceladamente. Hoje ficamos sabendo que 45% dos professores gaúchos recebem até R$ 1.750,00 por mês, ou seja, menos de dois salários mínimos. É Sartori cumprindo o Programa neo liberal: Pobre não precisa de escola de qualidade. Escola de qualidade é para quem dinheiro para pagar. Quem não tiver dinheiro, é por sua própria culpa, já que não soube ser “empreendedor”: É a meritocracia. Entendeu por que a Greve dos Professores gaúchos não é por salários, mas sim pela educação, como diz o lema da Greve comandada pelo CPERS-SINDICATO? A Greve é pela Educação e portanto contra o Sistema que esta destruindo os direitos inscritos na Constituição Federal, incluindo a Educação Pública de Qualidade. Este sistema pensa no que é economicamente viável, como se o Estado fosse uma empresa, e não o espaço da mediação para que os que muito tem não tomem tudo dos que pouco ou nada tem. E olha que esta não é uma ideia socialista. É até capitalista, mas democrática. Definitivamente “A GREVE DOS PROFESSORES NÃO É POR SALÁRIOS:É PELA EDUCAÇÃO!”

Por isto tem que ter o apoio de todos nas ruas, principalmente dos Jovens Estudantes e dos Pais e de todos os Servidores públicos e trabalhadores privados. O Desmonte do Estado tira direitos dos trabalhadores privados e públicos. Os ricos tem como se manter. São os trabalhadores e os mais pobres que mais precisam de um Estado forte, que invista em Desenvolvimento Econômico e Social, para os quais a Educação tem papel fundamental e estruturante.

Se a  exploração continuar, nossas escolas públicas não serão mais “templos do educar”, espaço de aprender e ensinar. Serão só espaço de formação de soldadinhos marchadores do passo certo e propensos a ser escravos da opinião única de quem não quer jovens pensando, contestando e criando o novo.

Este é também o tempo do aprendizado para os professores. É tempo de saber que a Luta de Classes permeia tudo, e se forja justamente numa escola sem vida, onde professores são só repassadores de informações e não provocadores e atiçadores do pensar rebelde e criador da juventude, irrigadores das sementes do amanhã.

Milhões de gaúchos estão assistindo as aulas públicas que os Professores estão oferecendo. Milhares de servidores de outras categorias já começam a participar, aprendendo e ensinando. A sociedade toda aprenderá. Mas tem aprender rápido, por que senão os poderosos do sistema financeiro internacional, que patrocinaram o golpe, destruirão o Estado e aí nada mais restará.

Cpers2

cpers3

cpers4

cpers5

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s